+

Decisão do STF e decreto de Temer reforçam ações contra greve dos caminhoneiros

Ministro do Supremo concedeu liminar obrigando o fim dos bloqueios

Um decreto federal editado nesta sexta-feira pelo presidente Michel Temer autoriza uma operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), com a participação das Forças Armadas, em todo o país entre esta sexta-feira e o dia 4 de junho. O anúncio, feito por ministros em Brasília, detalhou a estratégia do governo para tentar encerrar os bloqueios de rodovias provocados pela greve dos caminhoneiros.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmman, afirmou ainda que o presidente Michel Temer poderá editar um decreto para permitir a requisição de bens, prevista na Constituição, para que alimentos, combustíveis, medicamentos e insumos cheguem à população, em todo o país. Ele acrescentou que os militares têm o respaldo legal para assumir a direção dos caminhões dos grevistas, se assim necessário.

Ainda nesta sexta-feira, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liminar à Advocacia Geral da União ordenando o desbloqueio das estradas pelos caminhoneiros.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, avlaiou que houve redução considerável dos bloqueios de estradas em todo o país. Segundo os números apresentados pelo governo, informados pela PRF, das 938 obstruções e interdições de rodovias, 419 já foram liberadas até este momento. Há ainda 519 pontos de interdições, já parciais, segundo o governo.

O ministro admitiu que a liberação ocorre com menor velocidade do que o esperado.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo