“É hora de alternar esse ciclo de poder que existe em Blumenau”, diz deputado Ivan Naatz

Após mudança para o Partido Liberal (PL), deputado estadual comenta sobre eleições municipais

“É hora de alternar esse ciclo de poder que existe em Blumenau”, diz deputado Ivan Naatz

Após mudança para o Partido Liberal (PL), deputado estadual comenta sobre eleições municipais

Cristóvão Vieira

Os bastidores da eleição municipal em Blumenau se movimentaram no último fim de semana com a saída do deputado estadual Ivan Naatz do Partido Verde (PV) e filiação ao Partido Liberal (PL). Seu nome é ventilado como um possível candidato a prefeito. Ele, no entanto, afirma que “quer um empresário como candidato”.

Ao falar sobre as vindouras eleições, o deputado disse também que é importante realizar uma mudança na governança municipal de Blumenau, o que ele chamou de “ciclo de poder”.

Além de discutir sobre o pleito blumenauense, Naatz falou sobre os motivos da sua saída do PV, seu apoio ao presidente Jair Bolsonaro e também mencionou suas expectativas para 2020 na assembleia.

Eleições municipais

Naatz confirma que o PL – que tem como principal nome estadual o senador Jorginho Mello – terá um candidato à prefeitura. “O Partido Liberal é grande, e vai ter candidato. Agora estamos conversando com agremiações para fazer uma proposta baseada no seguinte: alteração do ciclo de poder. Blumenau vem sendo governada pelas mesmas pessoas por muito tempo”.

Naatz afirma que há um grupo de pessoas que atuam com um projeto de permanência no poder. “Em Blumenau todos sabem quem é quem, quem vai ocupar os cargos. É hora de alternar esse ciclo. A cidade evolui e melhora, mas mesmo assim perdemos empresários, investidores e caímos em arrecadação de ICMS, com índices de desenvolvimento abaixo da nossa expectativa”.

Sobre candidatura, Ivan não confirmou se estará à disposição. “Quero um empresário como candidato do partido, por isso estamos conversando com várias pessoas neste perfil. Ser gestor não é para qualquer um, ninguém quer colocar o nome, é complicado. Automaticamente quando você coloca seu nome à disposição, surgem adjetivos, é arriscado”.

Saída do PV e chegada ao PL

O deputado faz questão de afirmar que sua saída do Partido Verde foi harmônica. Segundo ele, o principal fator que levou a sua transferência para o partido de Jorginho Melo foi seu alinhamento com o presidente Jair Bolsonaro.

Naatz diz que sai da sigla, mas sem mágoas. “Quero registrar meu carinho pelo PV. Infelizmente, o partido mudou seu programa estatutário e apresentou proposta de oposição ao governo Bolsonaro, e não me restou outra alternativa senão sair”.

Conforme revela o deputado, foram quatro meses conversando com Jorginho Mello para decidir sua ida ao PL. “É um partido alinhado ao Bolsonaro, com proposta predefinida e com planejamento para crescimento nos próximos anos. Um programa de estado mínimo, reformista, de acordo com o que acredito”.

Sobre 2020 na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), Naatz prevê muitos desafios. “O primeiro grande desafio será liderar o PL. É o segundo maior bloco da Alesc, com oito deputados. Temos também tramitando a reforma da Previdência estadual, outro grande desafio”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo