Família luta pela guarda de criança levada com suspeito de matar mulher e filho em Blumenau

Kalleb Pereira está em um abrigo sigiloso em Minas Gerais

Família luta pela guarda de criança levada com suspeito de matar mulher e filho em Blumenau

Kalleb Pereira está em um abrigo sigiloso em Minas Gerais

Kamile Bernardes

Familiares de Jéssica Ballock, a mulher encontrada morta junto com o filho Théo Pereira, de apenas três meses, em um apartamento na rua dos Caçadores nessa segunda-feira, 25, pedem apoio da população para conquistarem a guarda de Kalleb Pereira, o outro filho da vítima.

Amanda Ballock, irmã de Jéssica, contou ao jornal O Município Blumenau, que as únicas informações que a família possui sobre o paradeiro do menino de um ano e 10 meses é que ele teria sido encaminhado, por uma juíza de Minas Gerais, para um abrigo sigiloso, com o intuito de mantê-lo protegido.

“Não nos passaram telefone, nem endereço, ficamos totalmente sem notícias do menino”, desabafa Amanda.

Luta pela guarda de Kalleb

De acordo com Amanda Ballock, hoje acontecerá uma audiência em Blumenau referente à guarda de Kalleb. Anteriormente, o menino teria sido levado pelo pai e principal suspeito do assassinato de Jéssica e Théo, para a casa dos avós paternos na cidade de Munhoz, em Minas Gerais.

Segundo Amanda Ballock, a família do suspeito Kelber Henrique Pereira, também está na justiça para pegar a guarda da criança. No entanto, ela afirma que a família paterna teve contato poucas vezes com o menino e apelam para que Kalleb possa sair do abrigo e ficar aos cuidados da família da vítima.

“O Kalleb nasceu, cresceu e se criou na casa dos avós maternos. Eles viajaram para Minas Gerais apenas três vezes. Em uma das ocasiões, moraram lá por cerca de um ou dois meses, mas nada se compara a vivência dele conosco”, defende a irmã da vítima.

Ajuda da população

Os familiares de Jéssica pedem para que a população ajude a divulgar a situação e que uma campanha seja feita para que a população os ajude a lutar pela guarda de Kalleb. Nas redes sociais, as pessoas estão compartilhando publicações com a hastag #VoltaKalleb.

“O mundo precisa ver que o Kalleb tem que ficar conosco, nós somos a família dele”, afirma Amanda Ballock.

*Colaborou Iáscara Zultanski

Leia também: 

– Policial fica gravemente ferido após ser atropelado por motociclista de 16 anos em rodovia de SC
– 5G em Blumenau: projeto que regulamenta antenas para captar sinal está na Câmara
– Psol deve decidir até dia 30 se permanece ou deixa a frente de esquerda em SC
– Homem é preso suspeito de estuprar a própria filha em Joinville
– VÍDEO – Virginia publica reels com música de cantor brusquense e bate 10 milhões de visualizações

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo