Fitub, um dos maiores festivais teatrais da América Latina, volta a acontecer presencialmente em Blumenau

Evento acontecerá do dia 7 a 10 de julho e será totalmente gratuito

Fitub, um dos maiores festivais teatrais da América Latina, volta a acontecer presencialmente em Blumenau

Evento acontecerá do dia 7 a 10 de julho e será totalmente gratuito

Kamile Bernardes

Após três anos sem acontecer presencialmente, o Festival Internacional de Teatro Universitário de Blumenau (Fitub) retornará aos palcos da cidade do dia 7 a 10 de julho para a realização de sua 33ª edição.

O Festival terá mais de 25 apresentações e será híbrido: acontecerá tanto de forma presencial quanto on-line. A edição contará com cinco espetáculos presenciais que irão subir aos palcos em Blumenau, e quatro espetáculos para apresentação em mostra de vídeo com sessões presenciais transmitidas simultaneamente on-line, através do YouTube.

O Fitub deste ano conta também com quatro espetáculos suplentes, além das apresentações em escolas e centros comunitários, voltados para alunos da rede de ensino pública e particular, realizados pelas crianças e adolescentes que participam das ações do Teatro e Escola.

A 33ª edição do Festival terá apresentações de grupos nacionais de Minas Gerais, Piauí, Santa Catarina e São Paulo e grupos internacionais da Argentina e México. A lista dos espetáculos pode ser conferida neste link.

A volta do Fitub

Há três anos o Fitub não acontece de forma presencial. Em 2019 o evento não foi realizado por falta de verba, já em 2020, mesmo com patrocínio do Governo de Santa Catarina, o Festival não pôde acontecer devido à pandemia da Covid-19. Em 2021, o 32º Fitub foi realizado on-line, porém, contou com uma audiência menor que o registrado presencialmente.

Para um evento que costumava acontecer anualmente e de forma presencial, três anos sem o Fitub foi uma perda para os artistas, já que o Festival proporcionava troca de experiências e movimentava o cenário cultural de Blumenau. Portanto, para 2022, a expectativa dos organizadores é que com o retorno, o volume de público presencial seja retomado.

Mesmo com uma programação mais compacta, ao invés de uma semana toda de festival, serão apenas quatro dias de evento, a pretensão é que se alcance cerca de 7 mil pessoas, número atingido em 2018, no último ano que o Fitub ocorreu presencialmente.

Apresentação do espetáculo “O Grito dos Dias”, do grupo Elementos em Cena. Local: Pequeno Auditório Willy Sievert – Teatro Carlos Gomes. Ano: 2015. Foto: Daniel Zimmermann.

O teatro durante a pandemia

De acordo com o coordenador do Fitub, o professor e ator Fabio Hostert, foi um grande desafio colocar o Festival no formato on-line.

A programação da Mostra (Pandêmica) Temporada Blumenauense de Teatro (TBT), o chamado “Fitub em Casa”, contou com 17 horas de espetáculos convidados e selecionados, com transmissões abertas ao público. Além disso, houve 55 horas de apresentações de espetáculos transmitidos em salas de aula e espaços de educação e cultura, por meio da ação Teatro e Escola.

Segundo o coordenador, a energia do público presencial fez falta na última edição, no entanto, os amantes do Fitub compartilharam apoio e prestígio através de publicações em feeds, stories e vídeos nas redes sociais.

“Estas mais de 160 horas de transmissões parecem até pouco, mas envolveram muito trabalho e dedicação. Foi inegável e sentida a falta de toda a reverberação teatral que sempre ocupou auditórios e corredores do Teatro Carlos Gomes, ruas centrais, espaços alternativos nos bairros, pátios e salas da Furb, mas conseguimos cumprir mais uma vez a nossa missão e agora ficamos à espera da trigésima terceira edição”, explica Fábio

Organização do retorno presencial

O evento é atualmente realizado pela Universidade de Blumenau (Furb) e organizado pela Divisão de Cultura da instituição. De acordo com Fábio, o Fitub deste ano começou a ser organizado quando a 32ª edição estava sendo finalizada e, até o momento, 90% da 33ª edição do Festival está pronta à espera do público.

“Para que a realização do evento seja possível, há uma série de protocolos e processos administrativos a serem seguidos, além dos assuntos relacionados a verbas, patrocínios e apoios, que demandam a atenção Divisão de Cultura da Furb muito tempo antes de o Festival ter o primeiro grupo se apresentando”, relatou o coordenador do Festival.

Fabio Hostert, coordenador do Fitub. Foto: Redes Sociais.

Locais e ingressos

Os espetáculos presenciais acontecerão na Praça e nos grande e pequeno auditório do Teatro Carlos Gomes. Também haverá apresentações na Secretaria de Cultura de Blumenau  além de espetáculos em escolas a partir das ações do Teatro e Escola.

Já os espetáculos que foram selecionados no formato on-line terão as transmissões para o público na Sala Nobre do Teatro Carlos Gomes e simultaneamente pelo Youtube.

A bilheteria para este ano é totalmente gratuita. Os ingressos serão disponibilizados a partir de duas a uma hora antes de cada uma das apresentações na bilheteria do local do espetáculo. É importante que o público fique atento à programação no site e nas redes sociais.

Apresentação do espetáculo “Os Gigantes da Montanha” com o Grupo Galpão, de Belo Horizonte. Local: Grande Auditório Heinz Geyer – Teatro Carlos Gomes. Ano: 2014. Foto: Centro de Memória Universitária – CMU/Arquivo da FURB.

Sobre o Fitub

Nascido em 1987, o Fitub se tornou um dos mais importantes eventos de ensino, pesquisa e extensão do teatro universitário brasileiro e sul-americano.

Durante 29 edições, o Festival teve caráter competitivo e premiava grupos, espetáculos e artistas em diferentes categorias. A partir da 30ª edição, deixou tal característica de lado e passou a acontecer sem premiações, o que fez o Fitub ganhar um aspecto ainda maior de mostra e troca de conhecimento.

Um dos maiores objetivos do evento é estimular a produção e a pesquisa em artes cênicas nas universidades brasileiras e Ibero-Americanas. A imersão na arte é proporcionada por meio de oficinas, palestras, mesas de debate, apresentações e análises de espetáculos.

A ação tem como intuito promover um intercâmbio de conhecimento entre professores, técnicos, artistas e comunidade, incentivando a reflexão sobre o processo de ensino e aprendizagem em artes cênicas, além de induzir a criação artística teatral de modo geral.

Apresentação do espetáculo “Das Águas”, do grupo Cia Carona de Teatro. Local: Palco do Grande Auditório Heinz Geyer – Teatro Carlos Gomes. Ano: 2014. Foto: Daniel Zimmermann.

Quem pode participar?

Os espetáculos apresentados no Festival são convidados ou selecionados. Participam como selecionados grupos de teatro vinculados a instituições de ensino de nível superior, escolas técnicas de nível médio, credenciadas pelo MEC no Brasil ou o órgão competente do país de origem, e escolas livres de teatro. Como público, qualquer pessoa pode participar e prestigiar as apresentações.

Festival internacional

Uma característica do Fitub é a possibilidade de intercâmbio cultural que proporciona aos participantes, uma vez que o Festival incorpora grupos teatrais universitários de outros países à sua programação. De acordo com o coordenador Fábio Hostert, a cada ano, o número de inscrições recebidas das universidades de outros países aumentava.

Na 22ª edição do Festival, foi conquistado o crédito internacional. A partir disso, o Festival Universitário de Teatro de Blumenau, anteriormente chamado de FUTB, tornou-se um Festival Internacional, intitulado então como Fitub.

Apresentação do espetáculo “Intento”, do Grupo Loco Afán, Escuela Metropolitana de Arte Dramática – EMAD – Isidro Casanova – Província de Buenos Aires – Argentina. Local: Pequeno Auditório Willy Sievert – Teatro Carlos Gomes. Ano: 2015. Fotógrafo: Daniel Zimmermann.

Importância para Blumenau

Com o passar dos anos, o Fitub ganhou relevância na cidade passou a movimentar toda a classe artística da cidade e não apenas os chamados “teatreiros”.

O projeto uniu diversos artistas que participam da programação oficial ou de atividades e eventos paralelos que fazem parte da essência do Fitub, como shows de bandas e outras intervenções artísticas, proporcionando a movimentação de alguns dos setores econômicos da região.

O evento também conta muito com o trabalho voluntário, afinal, muitas das atividades que acontecem durante o Fitub são realizadas por pessoas voluntárias das mais diversas áreas da Furb. Acadêmicos de todos os cursos se organizam e buscam atividades voluntárias para participar, fomentando o interesse pela arte na região e comprovando a importância dela para a formação pessoal, independente da área de atuação profissional do estudante.

*Colaborou Iáscara Zultanski

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo