Homem que assediou, perseguiu e ameaçou advogada de morte é preso em Blumenau

Primeira ocorrência foi em dezembro de 2021

Homem que assediou, perseguiu e ameaçou advogada de morte é preso em Blumenau

Primeira ocorrência foi em dezembro de 2021

Alice Kienen

O motorista que repetidamente assediou e ameaçou a advogada de Blumenau Monica Matsuo foi preso nesta terça-feira, 21. A primeira ocorrência foi registrada em dezembro de 2021, no bairro Victor Konder. O desabafo feito por ela nas redes sociais repercutiu.

Monica estava correndo na rua São Paulo quando recebeu a primeira cantada. Eram cerca de 6h30 de um sábado e ele abriu o vidro do carro para assediá-la. Após ser rejeitado, ele teria seguido ela até a rua Antônio da Veiga, saído do veículo e partido para cima dela.

Monica correu e foi defendida por um rapaz que estava sentado no ponto de ônibus próximo. O agressor então teria pegado um cassetete no automóvel para atacar os dois. “Passava muita gente na rua de carro e inclusive a pé também, e as pessoas não tiveram o trabalho de sequer dirigir o olhar para nós”, relatou na época.

Pouco mais de um mês depois, a advogada estava correndo com o esposo por volta das 6h quando reencontrou o agressor. Ele teria perseguido o casal na rua Benjamin Constant, bairro Escola Agrícola, e provocado o marido dela, sugerindo uma briga.

Após ser ignorado, o motorista teria subido na calçada na tentativa de atropelar o casal. Eles então entraram em uma padaria para acionar a polícia. Em ambas as ocasiões ele foi ouvido pela PM e liberado.

“Uma pessoa desse porte, com tantos boletins de ocorrência e perigoso para a sociedade não pode ficar solto. Hoje é ela, amanhã podem ser outras meninas. Soubemos através de um senhor que ele fica na frente do Cedup tentando assediar meninas, o que pode terminar numa tragédia”, relatou a advogada Taiza Melo Schmitz, que representava o casal na época. Outra preocupação seria o fato de o homem ser motorista de aplicativo.

Prisão preventiva

Nesse sábado, 18, ele voltou a ameaçar Monica, afirmando que iria até o escritório da advogada para matá-la. Como a medida protetiva contra ele já havia prescrito, o advogado Ricardo Wippel acionou a Justiça pela prisão preventiva do suspeito.

“No sábado de manhã ele começou a mandar mensagens e registramos um boletim de ocorrência. Logo na segunda-feira procuramos o judiciário para pedir a prisão preventiva por conta da gravidade das ameaças. Ainda à noite o juiz de plantão decretou e hoje de manhã a Justiça já cumpriu”, detalha.

Com isso, o agressor segue respondendo ao processo aberto no ano passado e passa a responder a um novo, por conta das ameaças proferidas no fim de semana. No mesmo dia, sábado, outra medida protetiva foi decretada contra ele pela delegacia de Paranavaí, no Paraná.

Leia também

1. VÍDEO – Dono de égua luta na Justiça para evitar ordem de eutanásia no Vale do Itajaí; entenda o caso
2. GALERIA – Bebês recebem fantasias de Carnaval em maternidade de hospital de Blumenau
3. VÍDEO – Moradora do Vale do Itajaí é resgatada pelo Helicóptero Arcanjo após se acidentar em trilha de SC
4. Professora blumeauense irá participar de uma das mais tradicionais maratonas do mundo, nos EUA
5. VÍDEO – Câmera registra carro capotando e caindo em lagoa em Brusque


– Assista agora:
André Espezim comenta sobre carreira, política e próximos projetos

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo