+

Homem que provocou aborto de esposa grávida após agressões é condenado no Vale do Itajaí

Ele foi condenado a mais de seis anos

O Conselho de Sentença acolheu a tese do Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) e condenou Valdevino Alves Rodrigues a seis anos e quatro meses de reclusão no regime semiaberto e cinco meses e três dias de detenção em regime aberto.

Ele provocou o aborto da filha dele que estava no ventre da vítima, além de cometer outros crimes contra a mulher com quem era casado à época.

Crime

Segundo a denúncia, no dia 11 de novembro de 2016, na residência do casal, no bairro Dom Bosco, em Itajaí, prevalecendo-se das relações domésticas, Valdevino ameaçou a esposa perguntando se ela não iria fazer o aborto da filha que estava esperando dele.

Ainda de acordo com a denúncia, com a intenção de interromper a gravidez, o condenado deu vários chutes e socos na barriga da mulher, que perdeu o bebê em razão da violência que sofreu.

Depois de agredir a esposa, a ameaçou mais uma vez dizendo que só não a matava porque estava na frente dos filhos.

Sentença

No Tribunal do Júri de Itajaí ele foi sentenciado por provocar aborto sem consentimento da gestante, ameaça por três vezes e por lesão corporal praticada contra cônjuge, companheiro ou companheira com quem convive ou que tenha convivido.

A Promotora de Justiça Letícia Vinotti da Silva representou o MP-SC no Tribunal do Júri. Ele respondeu todo o processo solto e por isso vai recorrer da sentença em liberdade.

Leia também:
1. Mulher morre no hospital após colisão entre carro e moto na BR-470, em Indaial
2. VÍDEO – Neymar surpreende fãs em Itapema, causa alvoroço e encontra menino deficiente físico
3. Homem é esfaqueado em festa de encerramento de empresa em Blumenau
4. Trimania: morador de Blumenau está entre os ganhadores do 2º sorteio
5. Mega-Sena: mais de 15 apostas são premiadas em Blumenau

– Assista agora:
Juliano Mendes: fundador fala sobre criação e venda da Eisenbahn

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo