+

Identificado corpo encontrado carbonizado entre Gaspar, Brusque e Itajaí

Homem morava em Gaspar e foi localizado na manhã do dia 22 de agosto

Foi identificado como Pablo Leandro Santos Lopes Ribeiro, de 29 anoso corpo encontrado carbonizado na região limite entre Itajaí, Brusque e Gaspar na manhã do dia 22 de agosto. Ele era morador de Gaspar.

Uma integrante da família de Pablo, que mora na Bahia, registrou um boletim de desaparecimento no domingo, 20 de agosto. Segundo as informações cedidas, Pablo teria saído de casa na sexta-feira, 18 de agosto.

Desde então, ele não entrou em contato com familiares. Segundo ela, Pablo não possui celular e os contatos eram feitos via Instagram. O corpo teria sido encontrado por moradores da região. Ele estava amarrado e carbonizado.

No perfil do Instagram, Pablo diz ser pai de dois filhos. Ele é natural de Itabuna, também na Bahia.

Investigação em Brusque

O corpo foi encontrado por moradores da região. Anteriormente, a Polícia Militar de Gaspar chegou a passar o caso para as autoridades de Itajaí, porém, após a incerteza da localização, Itajaí comunicou a equipe policial de Brusque.

Conforme o delegado Renan Balbino, o caso foi repassado para a Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Brusque na noite do dia 22 de agosto. Contudo, a identificação só foi confirmada pela polícia nesta quarta-feira, 4.

Novos detalhes do caso

Nesta quarta, a Polícia Civil emitiu uma nota detalhando a operação que investigou o homicídio. Leia a nota na íntegra:

“A Polícia Civil, por intermédio da Divisão de Investigação Criminal – DIC de Brusque, cumpriu no início da manhã desta quarta-feira, 4, cinco mandados de busca e apreensão no Bairro Barracão, Município de Gaspar.

Os mandados são oriundos de investigação que visa apurar a autoria e circunstâncias de homicídio da vítima localizada carbonizada no dia 22 de agosto do corrente ano, na divisa entre os Municípios de Brusque, Itajaí e Gaspar.

No mesmo dia em que houve a localização do corpo, policiais civis da DIC de Brusque iniciaram uma série de diligências, que culminaram na identificação de suspeitos e possível motivação do crime, o que contou com a colaboração da Polícia Militar, unidades de Brusque e Gaspar.

Com base nestes elementos, foi representado por busca e apreensão em cinco imóveis, o que foi deferido pelo Poder Judiciário, após manifestação favorável do Ministério Público.

Durante o cumprimento das buscas, foram apreendidos entorpecentes, materiais relacionados ao tráfico de drogas, objetos utilizados no crime investigado e outros dispositivos que auxiliarão na continuidade da investigação.

Um adolescente foi apreendido pelo ato infracional de tráfico de drogas e por envolvimento no homicídio. Na declaração prestada na DIc de Brusque, o adolescente em conflito com a lei descreveu de forma minuciosa a sua participação no evento e revelou detalhes cruéis da execução.

A operação foi batizada com o nome “Sem Divisas”, pois os suspeitos tentaram ocultar o cadáver entre as divisas dos Municípios de Brusque, Itajaí e Gaspar para dificultar a investigação policial, o que não ocorreu ante a atuação rápida e firme da Polícia Civil Catarinense.

Participaram da operação policial 30 policiais civis e militares (DIC de Brusque, DPCo de Brusque, DPCAMI de Brusque, DFR de Brusque, DPCo de São João Batista, DPMu de Guabiruba, DPMu de Botuverá, NOC de Itajaí, Tático de Brusque e Tático de Gaspar).”


Veja agora mesmo!

Clube Blumenauense de Caça e Tiro mantém vivo o tiro olímpico na cidade:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo