+

Linhas de ônibus de Blumenau a Gaspar são suspensas; confira o posicionamento do IFSC e da prefeitura

Prefeitura lamenta decisão do Aresc

Entrou em vigor nesta segunda-feira, 1, a decisão do cancelamento das linhas de transporte coletivo que atendem estudantes do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e funcionários da Segala’s, em Gaspar. A decisão foi da Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc).

Em uma nota oficial, a Prefeitura de Blumenau, através da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), lamentou a decisão da Aresc ao notificar que deveriam interromper o serviço imediatamente por ultrapassar os limites territoriais dos municípios de Blumenau e Gaspar.

Na linha 507 Vorstadt, a Aresc determinou o cancelamento dos prolongamentos de itinerário que atendiam os alunos do IFSC por fazer o percurso de Blumenau até o bairro Bela Vista em Gaspar. A linha 600, incluída para atender os funcionários da Segala’s, também foi afetada. 

“É lamentável uma decisão que prejudica estudantes e trabalhadores de Blumenau. Estamos trabalhando para buscar alternativas que minimizem os impactos e em contato com as autoridades competentes para buscar soluções”, afirma o diretor de Transportes da SMTT, Lairto Leite, em nota oficial.

Nota do IFSC

Em um comunicado, a direção-geral do campus Gaspar do IFSC destaca a preocupação com o transporte dos mais de 2.500 estudantes que frequentam a instituição. Além disso, agradeceram o apoio da comunidade acadêmica e de Bela Vista, assim como o apoio do prefeito de Gaspar, Kleber Wan-Dall, do prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt, da câmara de vereadores e dos responsáveis pelo transporte dos dois municípios.

O instituto afirma que “este é um momento de unir esforços e precisamos lutar juntos de braços dados pelo retorno da linha Vorstadt Bela Vista. Educação pública, gratuita, sócio-referenciada, reconhecida nacional e internacionalmente precisa ser sempre prioridade, acreditamos nisso e convocamos a todos para esse trabalho coletivo para a reversão dessa decisão tomada em nível estadual”.

“Foram sete anos lutando pela volta do transporte integrado e acessível, o que tem implicação direta sobre o acesso, a permanência e o êxito dos estudantes; afinal, os estudantes que vêm de Blumenau (porque moram ou trabalham lá), precisam pagar duas passagens por dia, descer do ônibus no Terminal da Fonte Luminosa, sair dele para pegar outro ônibus, que circula cheio, atrasado e, muitas vezes, trafega em péssimas condições de manutenção como já denunciado pelo campus aos órgãos públicos, isso faz com que os estudantes cheguem atrasados ou precisem sair mais cedo, perdendo parte das aulas”, reitera o IFSC em sua nota oficial.

Leia também:
1. Governador Jorginho Mello assina repasse de recursos para conclusão das obras do Aeroporto de Blumenau
2. Ferramentas avaliadas em R$ 15 mil são furtadas de obra em Blumenau
3. Confira a programação para celebrar os 40 anos de Ampe de Blumenau
4. Duas pessoas ficam feridas após carro bater contra poste em Blumenau
5. Fim da novela: Jorginho Mello vai anunciar repasse de dinheiro para compra do Complexo Esportivo do Sesi


Veja agora mesmo!

Conheça o atleta que é considerado um dos maiores nomes do handebol de Blumenau:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo