Ministro da Infraestrutura projeta conclusão da BR-470 para 2021

Expectativa do Dnit Santa Catarina é que visite à rodovia sensibilize governo federal na elaboração do orçamento de 2020

Ministro da Infraestrutura projeta conclusão da BR-470 para 2021

Expectativa do Dnit Santa Catarina é que visite à rodovia sensibilize governo federal na elaboração do orçamento de 2020

Evandro de Assis

Colaborou Alice Kienen

Durante a visita às obras de duplicação da BR-470 o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, projetou a conclusão das obras no trecho Navegantes-Indaial para 2021. Ele fez a estimativa durante visita à rodovia, na manhã desta segunda-feira, 17. Pouco depois, em Itajaí, Freitas afirmou que a duplicação é a “prioridade número 1” em Santa Catarina.

Freitas desembarcou em Navegantes e seguiu até o início do trecho duplicado, em Ilhota. Ele fez uma parada rápida para conversar com jornalistas que aguardavam sob um viaduto inacabado, acompanhado do governador Carlos Moisés e dos senadores Esperidião Amin e Jorginho Mello.

“A gente veio fazer a liberação de um trecho de oito quilômetros, não veio inaugurar. Agora, a gente percebe que tem muita coisa que em pouco tempo a gente vai resolver. Tenho certeza de que até meados do ano que vem teremos uma boa parte desse trecho já liberada. E a ideia é que a gente possa concluir essa obra até 2021 por inteiro. Se botar orçamento aqui, essa obra vai sair”, afirmou.

Evandro de Assis

Logo depois, em Itajaí, diante de uma plateia formada por empresários e lideranças políticas do Vale do Itajaí, Freitas analisou as dificuldades orçamentárias para tocar as obras.

Ele disse que Santa Catarina tem muitas frentes abertas, citando as BRs 101, 282, 163, o acesso ao aeroporto de Florianópolis, e dragagens no rio Itajaí-Açu para operações dos portos de Itajaí e Navegantes, mas indicou que a BR-470 é a “prioridade número 1”.

“Temos uma situação orçamentária que é extremamente preocupante”, analisou.

Freitas disse que, se todas as frentes abertas forem tratadas igualmente, nada será concluído. Por isso, no orçamento do ano que vem a ordem é estabelecer prioridades.

“Não é difícil perceber aquilo que é prioridade do estado. Tem sete quilômetros bem encaminhados no lote 1, tem mais 14 no segundo lote. Temos que garantir recursos para as desapropriações, que é isso que vai dar ritmo. Prioridade é palavra singular, e a nossa prioridade é a BR-470”, afirmou.

Próximas liberações

O próximo trecho a ser liberado com pista duplicada é uma extensão do que foi aberto nesta segunda. São quatro quilômetros em Gaspar, que estão separados dos outros oito já abertos por um ribeirão. As vigas da ponte estão sendo lançadas.

Evandro de Assis

“O próximo passo é evoluir e entregar mais esses quatro quilômetros, e concomitantemente restaurar as pistas existentes”, projetou o superintendente do Dnit em SC, Ronaldo Carioni Barbosa.

Conforme o ministro, no lote 1, em Navegantes, há sete quilômetros bastante adiantados, e que também terão condição de tráfego em breve. Os lotes 3 e 4 são os mais atrasados devido à grande quantidade de desapropriações pendente.

Segundo o superintendente do Dnit-SC, Ronaldo Carioni Barbosa, apenas o viaduto da Mafisa tem condições de ser entregue ainda este ano.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo