Fotos: Daniel Zimmermann/Festa Pomerana

Pomerode recebe milhares de visitantes entre 10 e 21 de janeiro para a 35ª Festa Pomerana, evento típico germânico pioneiro no circuito turístico catarinense. Em plena temporada de verão, a cidade do Vale do Itajaí atrai turistas do Brasil e do exterior, que se encantam com comidas, bebidas e hábitos peculiares da cidade.

Selecionamos abaixo oito características que fazem da Pomerana festividade única e roteiro obrigatório para catarinenses e visitantes.

1) A pioneira de uma transformação em Santa Catarina

Criada em 1984, a Festa Pomerana foi a primeira de um circuito de festas típicas que revolucionou o turismo em Santa Catarina. Depois vieram Oktoberfest, Fenarreco, Marejada e uma série de outros eventos ligados à gastronomia e aos costumes de povos que colonizaram o estado.

A historiadora e coordenadora do Museu Pomerano, Roseli Zimmer, explica que a Pomerana surgiu estimulada por uma política de interiorização do turismo em Santa Catarina. O objetivo era levar os visitantes das praias às cidades do interior.

À época, a indústria catarinense começava a experimentar uma crise, que se prolongaria, e o turismo foi aposta de diversificação econômica.

“Era uma ideia inovadora para a época. A primeira festa marcou os 25 anos da existência de Pomerode como município. De lá para cá, a ela impulsionou o crescimento da cidade e acabou também impulsionada por esse desenvolvimento”, conta.

2) Festa destaca tradições que fazem parte do cotidiano local

O que é exibido e celebrado durante a Festa Pomerana pode ser observado ao longo do ano em eventos culturais, na rotina e na mesa dos pomerodenses. Nada é estranho à população local. Exemplos: as cucas, iguaria obrigatória em residências e padarias da cidade, ganham destaque no menu da festa. Os pratos e lanches servidos no pavilhão de eventos estão em sintonia com a culinária dos atuais (e antigos) moradores da cidade.

Ano após ano, a Pomerana ganha novidades. As atrações são adicionadas após uma pesquisa sobre hábitos dos imigrantes e atuais moradores. Então, é preparada uma representação que caiba no espaço e no tempo disponível durante a festa.

Outro destaque é o idioma. No primeiro domingo, dia 14 de janeiro, às 10h45, haverá um culto luterano celebrado todo em Pommersches Plattdeutsch, idioma falado pelos colonizadores e que ainda pode ser ouvido na cidade.


3) Divirta-se com músicas e instrumentos musicais incomuns

O repertório musical da Festa Pomerana tem forte influência germânica, a começar pela banda Musikkapelle Chieming, originária da Alemanha. Com cerca de 20 integrantes, suas performances alegres e impecáveis surpreendem com o uso de chicotes. Clique e confira toda a programação musical.

A Pomerana também promove encontros de entusiastas de instrumentos específicos, como o o bandoneon e o teufelsgeige, o violino do diabo. Mas não espere delicadeza desse violino (confira o vídeo ao lado). Trata-se de um instrumento de percussão, trazido ao Brasil por imigrantes alemães, em que o arco do violinista é um serrote. Segundo a tradição, cada instrumentista deve fabricar o seu próprio teufelsgeige. Cerca de 20 tocadores vão se reunir no dia 14, a partir das 13h.

Clique no vídeo e conheça um teufelsgeige


4) Conheça curiosas modalidades de competição

Dentre as atrações mais marcantes da Festa Pomerana, as competições típicas envolvem habilidades exigidas dos colonos, no passado e no presente. As sessões de provas garantem boas risadas tanto para quem participa quanto para quem assiste.

Entre os desafios estão serrar uma tora de madeira, saber usar um machado de lenhador, carregar um barril de 50 litros e a Alles Wurst. Nesta última, os competidores precisam comer uma salsicha de 23 centímetros no menor tempo possível.

5) Encante-se com os desfiles temáticos

A maior parte das atrações ocorre no Parque Municipal de Eventos, mas em alguns momentos a programação invade as ruas da cidade. Desfiles percorrem o Centro de Pomerode às quintas, sextas, sábados, domingos e na abertura, dia 10. Confira os horários aqui e agende-se.

Para segunda, quartas e sextas, a programação reserva desfiles com duas atrações: Fackelzug e Küchenmarsch. A primeira ilumina o pátio de eventos com a passagem de tochas. Conforme a historiadora Roseli Zimmer, o desfile recorda a época em que não havia energia elétrica e, para caminhar pelas ruas, era preciso levar a própria fonte de luz.

Já o Küchenmarsch representa uma dança tradicional das festas de casamento, realizada sempre após o jantar. Os cozinheiros e funcionários responsáveis pela comida dançam para homenagear os noivos, tradição que você ainda pode observar se for convidado para um casamento pomerodense.


6) Prove a gastronomia alemã com terroir de Pomerode

Os pratos típicos da Festa Pomerana são preparados com ingredientes locais, alguns exclusivos da cidade. Pomerode tem fabricantes de alimentos reconhecidos país afora, como Olho Embutidos, Pomerode Alimentos e Nugali Chocolates, todas presentes no evento.

Além disso, muitas das receitas incluem parte da produção agrícola local, com a qualidade que é passada de geração em geração. Isso garante uma identidade exclusiva, verdadeiro terroir. Parte da produção industrial, artesanal e comercial de Pomerode também está presente na Feira Comercial, Industrial e Artesanal, que ocorre desde a primeira edição no mesmo espaço da festa.

Nos Concursos de Delícias o público é convidado a experimentar e julgar iguarias da culinária pomerodense. Qualquer pessoa pode participar da votação, de graça, no Pavilhão Cultural. Os três pratos mais apetitosos e originais são eleitos os melhores de cada categoria. Veja as datas:

Dia 11/1 – Geleia
Dia 12/1 – Cuca
Dia 13/1 – Bolinho de Carne
Dia 15/1 – Bolacha de Natal
Dia 16/1 – Cerveja Caseira
Dia 17/1 – Heringsbrot
Dia 18/1 – Pão Caseiro
Dia 19/1 – Licor
Dia 20/1 – Strudel


7) Assista a apresentações folclóricas locais e de outras partes do mundo

No 10º Encontro de Grupos de Danças Folclóricas, no dia 20, coreografias, trajes e músicas vão representar etnias diversas, além da alemã. Assim, a Festa Pomerana abre os braços para todas as culturas.

Grupos folclóricos são uma manifestação cultural que a Festa Pomerana fomentou. Quando ela foi criada, 36 anos atrás, havia apenas um grupo de danças típicas na cidade. Com o passar do tempo surgiram vários outros, que hoje colorem desfiles e noites de celebração.


8) Encontre várias desculpas para trazer a família de volta a Pomerode

A Festa Pomerana marca o aniversário da cidade, comemorado em 21 de janeiro, mas também a abertura do calendário de eventos municipal, que tem atrações o ano todo.

Entre os destaques estão a Osterfest, com a maior árvore de Páscoa do mundo, o Festival Gastronômico, em julho, e a Weihnachtsfest, durante os festejos de Natal.

Quem visita a Festa Pomerana sempre acaba voltando.

Festa Pomerana
Onde: Parque Municipal de Eventos de Pomerode
Quando: 10 a 21 de janeiro
Horários: Segundas, quartas, quintas e sextas-feiras: a partir das 8h. Terças, sábados e domingos: a partir das 10h.
Ingressos: Domingo a sexta-feira, R$ 10. Sábados, R$ 25. Entrada gratuita dias 10, 15, 16 e diariamente para crianças até 12 anos e visitantes em traje típico completo. No último dia de festa (21), o acesso é gratuito após 15h30. Meio ingresso para pessoas acima de 60 anos, estudantes e professores.
Site oficial: www.festapomerana.com.br

Deixe uma resposta