Ônibus de Blumenau testam sistema de reconhecimento facial para combater fraudes

Câmeras para evitar fraudes já estão instaladas e funcionando. Punições devem começar em breve

Ônibus de Blumenau testam sistema de reconhecimento facial para combater fraudes

Câmeras para evitar fraudes já estão instaladas e funcionando. Punições devem começar em breve

Evandro de Assis

Passageiros de ônibus de Blumenau estão sendo fotografados quando passam o cartão da BluMob nas catracas. Câmeras já foram instaladas em praticamente toda a frota da cidade e em breve a empresa e o Seterb vão começar a comparar se quem passa pela catraca é mesmo o dono do cartão.

O objetivo é combater o mau uso de cartões que dão direito a benefícios, principalmente a meia passagem para estudantes. Segundo o presidente do Seterb, Marcelo Althoff, o sistema está na fase final de testes.

“Já percebemos que o mau uso acontece. Às vezes a mãe, o irmão ou um amigo do estudante usam o cartão de forma indevida para pagar menos. Isso prejudica o sistema, porque os demais acabam pagando essa conta”, adiantou.

Nos próximos dias, a novidade será apresentada oficialmente. A fiscalização começará a qualquer momento. Funcionará assim: ao fim do dia, o sistema da BluMob vai checar se as pessoas fotografadas são as mesmas que estão cadastradas no cartão.

Quando houver uma inconsistência, o caso passará por uma auditoria. Se comprovada a fraude, o usuário terá o cartão suspenso e, para reativá-lo, terá de procurar o escritório da BluMob para apresentar justificativa.

“Se houver reincidência, aí o sistema cancela e ele vai ter provavelmente um gancho pelo mau uso. Não temos ainda estabelecido esse prazo do gancho”, disse Althoff.

GPS

Além do reconhecimento facial, outras novidades tecnológicas serão incorporadas ao transporte coletivo de Blumenau nos próximos meses. A primeira delas, prevista no contrato de concessão, é a instalação de GPS nos veículos. Até junho, todos os ônibus serão rastreados.

Com a conexão, o usuário conseguirá acompanhar o deslocamento dos ônibus em tempo real via celular. Assim, será possível saber exatamente em que horário o veículo passará pelo ponto.

A ideia é facilitar o planejamento dos usuários e também a fiscalização do sistema por parte do Seterb.

Integração temporal

Com o GPS instalado, o próximo passo será a integração temporal, ainda sem prazo para começar a funcionar. Com ela, o usuário poderá descer de um ônibus e subir em outro sem pagar  nova passagem. Haverá um intervalo máximo de tempo entre o desembarque e o novo desembarque, que deve ser de uma hora.

Porém, a integração não vai funcionar para o itinerário de retorno. O passageiro só poderá usar a mesma passagem se for continuar o trajeto anterior. Quando for voltar à direção de origem, terá de pagar nova passagem.

Exemplo: se o passageiro vem do Garcia em direção ao Centro, ele pode descer na Beira-Rio, resolver algo no Centro, depois voltar à Beira-Rio e seguir rumo ao Aterro. Entretanto, se o usuário quiser retornar ao Garcia, terá de seguir até a rua 7 de Setembro e pagar uma nova passagem.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio