Polícia Militar dispersa manifestantes em frente a posto de combustíveis, em Gaspar

Bombas de gás foram usadas para liberar acesso ao estabelecimento na noite de quarta-feira

Polícia Militar dispersa manifestantes em frente a posto de combustíveis, em Gaspar

Bombas de gás foram usadas para liberar acesso ao estabelecimento na noite de quarta-feira

Redação

Policiais militares dispersaram manifestantes que se reuniam em frente a um posto de combustíveis na Avenida das Comunidades, no Centro de Gaspar, na noite desta quarta-feira. O protesto havia começado no início da tarde perto dali, no Posto Zimmermann, e buscava impedir que clientes abastecessem os veículos com combustível recém-chegado.

Após várias negociações para desbloquear o local, por volta das 19h os agentes conseguiram liberar o estabelecimento. Porém, os manifestantes então caminharam algumas quadras e ocuparam a entrada do Auto Posto Julinho. As duas empresas pertencem ao presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Blumenau e Região (Sinpeb), Júlio César Zimmermann.

Foi então que a operação de dispersão começou. A ação foi filmada por diversas pessoas, na rua e do alto de edifícios próximos. Um dos policiais usou um equipamento sonoro para falar com os manifestantes:

“Senhores, a brincadeira por hoje, deu. Se vocês querem brincar de polícia e bandido, nós vamos brincar”.

Em seguida, um grupo de militares caminhou em direção à multidão. Bombas de gás foram lançadas e houve correria. Estabelecimentos comerciais, veículos e a prefeitura de Gaspar sofreram atos de vandalismo.

Ao menos três pessoas foram detidas – dois homens e uma mulher. Não há informações sobre feridos.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio