+

Prefeitura deve repassar mais R$ 30 milhões em subsídios à Blumob em 2023

Valor é um complemento do preço pago pelo usuário

Foi publicado no Diário Oficial do Município nesta quarta-feira, 1, um termo de aditivo para acrescentar R$ 30,4 milhões ao contrato com a Blumob. O trâmite é necessário para realizar as compensações do município, referente ao valor pago pelo usuário do transporte coletivo. Ou seja, esse é o valor global que deve ser repassado pela prefeitura à Blumob durante o ano de 2023.

No ano passado, a revisão tarifária realizada pela Agência Intermunicipal de Regulação do Médio Vale do Itajaí (Agir) apontava que o preço cobrado pela passagem deveria ser de R$ 6,80. Por decisão do município, esse preço foi recusado, sendo aplicado o valor atual de R$ 6 em dinheiro e R$ 5,30 antecipado – no cartão recarregável.

Entretanto, para garantir que o preço pago pelo usuário seja menor que o indicado pela tarifa técnica, a Prefeitura de Blumenau repassa mensalmente o valor dessa diferença.

“Esse subsídio é um complemento do valor de tarifa para suprir os custos do sistema durante todo o ano. É uma análise que é feita mensalmente em cima dos custos e do número de passageiros, e então mensalmente vamos repassando o valor de complemento da tarifa do usuario. Não é um valor fixo mensal, é uma análise que fazemos mês a mês, para então fazer as compensações”

O poder público blumenauense começou a pagar esses subsídios em setembro de 2020. Desde então, cerca de R$ 60,5 milhões já foram repassados, sendo R$ 26,5 milhões apenas em 2022.- desses valores, a maior parte são recursos próprios do município e uma fatia é do governo federal, referente às gratuidades para idosos.

No ano passado, o secretário Alexandro Fernandes já havia afirmado que os pagamentos iriam continuar.

“A situação é simples: temos hoje duas tarifas, a técnica, que representa o valor de tarifa necessária para o custo do sistema, e a do usuário, que é quanto o usuário paga pela tarifa. Hoje, por decisão da prefeitura, a tarifa técnica não é repassada ao usuário, então o município complementa o sistema com essa diferença”, explicou Alexandro Fernandes no ano passado, ao comentar os repasses.

Vale destacar que o reajuste no preço das passagens em 2023 ainda não foi definido. Historicamente a Agir repassa a revisão tarifária anual, sugerindo o valor a ser cobrado, no mês de fevereiro. Após avaliação da Prefeitura de Blumenau, o novo preço passa a ser cobrado em março.


– Assista agora:
Prefeito de Blumenau explica porque é contra esmolas nos semáforos

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo