Presídio e Penitenciária de Blumenau somam oito casos confirmados de Covid-19; maioria é de funcionários

Números foram atualizados até a noite desta quarta-feira, 16

Presídio e Penitenciária de Blumenau somam oito casos confirmados de Covid-19; maioria é de funcionários

Números foram atualizados até a noite desta quarta-feira, 16

Jotaan Silva

O sistema prisional de Blumenau já confirmou oito casos de coronavírus, sendo quatro no Presídio Regional e outros quatro na Penitenciária Industrial. De acordo com informações da Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa (Deap), ao todo são seis funcionários e dois detentos que foram infectados.

No presídio, todos os casos foram de servidores. Eles já passaram pelo período de isolamento e são considerados recuperados. Outros 44 casos suspeitos foram descartados após exames.

Já na penitenciária, dois funcionários infectados seguem afastados e dois presos estão em isolamento. Todos eles estão em boas condições de saúde, segundo o Deap.

Ainda existem 18 casos que são considerados suspeitos e aguardam resultados de exames. Outros 12 casos na penitenciária já tiveram resultado negativo para coronavírus.

Famílias de detentos da penitenciária denunciam falta de higiene

Em reportagem publicada na no início do mês, famílias de detentos denunciaram a falta de higiene e alimentação para os presos da Penitenciária Industrial de Blumenau. Com diversas mudanças nas regras devido a pandemia de coronavírus, os familiares não estão pedindo o retorno das visitas – que estão suspensas após decreto estadual – mas que possam voltar a entregar produtos de alimentação e itens básicos de higiene – a entrega também está proibida.

A Comissão de Segurança Pública da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção Blumenau, protocolou um ofício e encaminhou uma solicitação para que o kit higiene seja entregue pelos familiares.

Em resposta, a direção da penitenciária informou que, por força de uma portaria do decreto do Estado devido à pandemia, está suspenso o recebimento de alimentos e itens (sacolas) trazidas pelas famílias do Sistema Prisional Socieducativo.

A direção apontou ainda que cada detento recebe um kit completo e suficiente todo mês, que consiste em: dois rolos de papel higiênico, quatro sabonetes, quatro prestobarbas, uma escova de dentes, uma pasta de dentes, um sabão em barra, um frasco de detergente e um saco de lixo.

Porém, diante da resposta da PIB, as mulheres afirmam que não procedem as informações repassadas à comissão da OAB e à reportagem.

Segundo elas, faz meses que as mesmas respostas são dadas, mas os internos seguem relatando que passam por dificuldades.  “São vários internos que estão reclamando das mesmas necessidades. Eles falam que dão, mas não dão nada”.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo