+

Programa ZDHC chega ao Brasil em parceria com a Febratex Summit

Diretora executiva da Febratex Group destacou conexões e lembrou focos do Summit

O descarte de resíduos da indústria têxtil é um tema em ampla discussão para a busca de soluções. Foi neste contexto que a diretora-executiva do Febratex Group, Giordana Madeira, falou sobre como iniciativas como o Febratex Summit, evento internacional de conteúdo e conexões para gerar negócios sustentáveis e inovadores para a indústria têxtil, podem agregar valor à indústria sem perder o foco em negócios.

Como foco, Giordana buscou trazer para o evento temas que buscam conectar sustentabilidade e rentabilidade das empresas, justamente para sanar o mito que ser sustentável na indústria têxtil é de alto custo e não traz lucro aos negócios.

A chegada ao Brasil do Programa de Descarte Zero de Produtos Químicos Perigosos, conhecido como ZDHC, ocorre por meio do Febratex Summit no Evento de lançamento ZDHC no Brasil e Engajamento da Indústria, com representantes da indústria têxtil de todo o país.

O programa teve início em 2011 com o objetivo de melhorar a proteção dos consumidores, produtores e do meio ambiente, eliminando progressivamente o uso de substâncias perigosas nas indústrias têxteis de todo o mundo.

No início, seis grandes marcas no universo têxtil se uniram para colocar a ideia em prática, mas a necessidade de um mercado cada vez mais sustentável e que preservasse o meio ambiente fez com que o programa se expandisse.

Atualmente, a ZDHC é uma organização multissetorial que compreende mais de 320 signatários de todo o setor, incluindo marcas, fornecedores, provedores de soluções e fornecedores de produtos químicos.

O foco do ZDHC não é apenas no produto acabado, mas em todo o processo da produção têxtil, desde a qualidade de efluentes, nos controles de Entrada, de Processo e de Saída. Além disso, o Programa Roteiro para Zero, da ZDHC, leva a indústria da moda a eliminar produtos químicos nocivos da sua cadeia de abastecimento global, construindo as bases para uma produção mais sustentável, tudo isso visando proteger os trabalhadores, os consumidores e os ecossistemas do planeta.

Sustentabilidade, inovação e negócios

Em sua fala, a diretora do Febratex Group, Giordana Madeira, destacou que existem muitas conexões entre o Febratex Summit e o que o ZDHC se propõe a fazer e com o que o varejo de moda mundial vem abordando. Isso porque o Febratex Summit tem três focos principais: sustentabilidade, inovação e economia.

’Além de toda a área de conteúdo abordado no evento, nós criamos uma exposição de empresas e startups com soluções inovadoras e sustentáveis para toda a cadeia de fornecimento da indústria da moda, que vem desde a matéria-prima até o varejo. O Summitt foi criado com um olhar para o futuro, tendo como referência eventos internacionais de tecnologia, como o WebSummit e o NR’, destaca Giordana.

Considerada a maior feira das Américas para a indústria têxtil e a terceira maior do mundo no segmento têxtil, a Febratex incluiu na sua estrutura o Febratex Summit justamente para aproximar os empresários da inovação tecnológica e do conhecimento, que também agrega valor aos produtos, assim como os maquinários, que são a atração da feira principal.

’Nós nos consideramos um dos principais canais de conexão têxtil brasileira para o futuro. Os eventos do Febratex Group são conhecidos mundialmente por trazer tecnologias internacionais. Infelizmente, o Brasil ainda não produz maquinários para o segmento têxtil como em outros países. Por isso, nossos eventos são esperados pelo público para que essas tecnologias cheguem a eles’, ela explica.

Certificado de Lixo Zero

A sustentabilidade, além de ser um dos focos e tema constante do Febratex Summit, também faz parte da organização do evento. Um exemplo disso é que na última edição, em 2021, a feira conquistou o selo de Certificação Lixo Zero, com 92,2% de todos os resíduos produzidos no evento destinados à reciclagem. ’Posso afirmar que somos o único evento mundial, da indústria têxtil a ter essa certificação’, garante a diretora-executiva do Febratex Group, Giordana Madeira.

Na edição anterior da Febratex Summit foram mais de 50 horas de conteúdos apresentados ao público, 90 palestras e duas exposições, sendo uma delas de moda brasileira, com elementos da Amazônia e outra sobre a moda em Portugal. Outra novidade da edição de 2021 e que segue na próxima edição é o podcast do Summit, com conteúdos sobre inovação, sustentabilidade e negócios. Ao todo, mais de cinco mil visitantes passaram pela feira, com cerca de 70 empresas participantes.

Sobre o Febratex Summit

O Febratex Summit acontece a cada dois anos, nos intervalos da Febratex. Mas apesar do evento ocorrer oficialmente a cada dois anos, o preview do evento ocorre no Mezanino, da Febratex, localizado no setor 3 do Parque Vila Germânica, em Blumenau (SC). No momento terão empresas e conteúdos 100% com foco em sustentabilidade e inovação para indústria têxtil.

A 3⁠ª edição do evento está programada para 2025, no Parque Vila Germânica, em Blumenau (SC). São esperadas mais de 100 empresas participantes e cerca de oito mil visitantes. Para o preview do Summit, que acontece este ano durante a 18⁠ª edição da Febratex, os ingressos já estão esgotados.

Sobre a Febratex

A Febratex é a maior feira de máquinas e tecnologias têxteis das Américas. É reconhecida como a terceira maior feira mundial do setor têxtil e estrategicamente esperada pelo mercado para exibição de lançamentos da indústria e de confecção. O evento ocorre a cada dois anos e será realizado entre os dias 20 a 23 de agosto de 2024, das 14h às 21h, no Parque Vila Germânica, em Blumenau (SC).

A 18⁠ª edição da feira conta com amplo reconhecimento internacional, pois movimenta toda a indústria de máquinas e equipamentos para o setor têxtil do Brasil e das Américas. Na última edição, em 2022, foram mais de 400 expositores representando 2,5 mil marcas, em 30 mil m² de evento. Cerca de 55 mil visitantes passaram pela Vila Germânica, em Blumenau–SC, nos quatro dias de feira. Todos os segmentos da indústria são contemplados, como fiação, tecelagem, malharia, beneficiamento e confecção.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo