+

Saiba quais compromissos ministro das Relações Institucionais assumiu em visita a Blumenau

Alexandre Padilha se reuniu com prefeitos de diversas regiões atingidas pela chuva na sede da Amve

Prefeitos e prefeitas de diversas regiões de Santa Catarina que tiveram seus municípios atingidos pelas chuvas deste mês participaram de um evento com o ministro Alexandre Padilha, das Relações Institucionais, na sede da Associação dos Municípios do Vale Europeu (Amve), em Blumenau, neste sábado, 21.

Padilha veio a Santa Catarina em uma visita articulada pelo presidente nacional do Sebrae, Décio Lima, e pela vice-líder do governo na Câmara, deputada federal Ana Paula Lima (PT), junto com a Amve e as associações dos municípios do Alto Vale (Amavi) e da Foz do Rio Itajaí-Açu (Amfri).

O governador Jorginho Mello (PL), o prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt (Podemos), e o deputado estadual Napoleão Bernardes (PSD) estavam entre os presentes.

Na reunião, Padilha ouviu as demandas dos prefeitos quanto à necessidade urgente de recursos e reforçou o compromisso do governo federal para a recuperação das cidades atingidas.

Prefeito em exercício de Vitor Meirelles, Ivanor Boing afirmou que cerca de 80 residências foram inundadas na área urbana da cidade, além da queda de dez pontes e 30 barreiras. O maior maior prejuízo, porém, foi na produção agrícola do município, com as perdas das lavouras de milho e fumo e nas pastagens para o gado leiteiro.

Segundo Padilha, o encontro com os prefeitos e prefeitas serve como uma grande reunião de trabalho.

“Estamos aqui para ouvir e para dizer tudo o que o governo está fazendo por Santa Catarina. E tem um peso simbólico importante que é demonstrar o compromisso de todos nós com os catarinenses. O governo Lula está do lado da população catarinense, das famílias, dos gestores municipais e do governo do estado. Os recursos já estão disponíveis, e estamos aqui para agilizar os planos de ação de cada município. Se houver algum problema para a inserção dos dados no sistema, vamos encontrar formas de solucionar isso o quanto antes”, afirmou.

De acordo com o ministro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não veio a Santa Catarina porque ainda se recupera de uma cirurgia ortopédica.

“Ainda dentro do hospital, fez questão de ligar, para colocar o governo à disposição de Santa Catarina. Mas ele determinou, junto com o vice-presidente Geraldo Alckmin, que não faltem recursos e o apoio do governo federal para as obras que diminuam os riscos de novas enchentes. O PAC é dinâmico, na medida que identificarmos obras que possam resolver ou minimizar os problemas, vamos incluí-las. O presidente disse que está disposto a editar uma Medida Provisória para colocar mais recursos ainda e que conta com a ajuda da bancada federal catarinense para isso”, destacou Padilha.

Ele foi o terceiro ministro a visitar Blumenau em meio à situação de emergência causada pelas chuvas. Já estiveram na cidade o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, e a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

“Lutamos para que nossa população seja atendida”

Na ocasião, o prefeito de Blumeau, que também é presidente da Amve, falou dos desafios enfrentados pela Defesa Civil dos municípios para produção de relatórios, atendimento emergencial à população e reconstrução de vias atingidas pelas cheias. Além disso, destacou a necessidade de serem retomados projetos de prevenção a desastres, como cheias e deslizamentos, no Vale do Itajaí e citou a importância das barragens.

“Em nome dos prefeitos da região, que trabalham em conjunto na busca de soluções de longo prazo, reforçamos o pedido de investimentos em ações de prevenção, resposta e reconstrução de nossas cidades. Como prefeitos, lutamos para que nossa população seja atendida de imediato e nossas cidades tenham condições de retomar a rotina com brevidade”, declarou Hildebrandt.

A região do Vale do Itajaí foi uma das mais atingidas pela enchente. O governador do Estado, Jorginho Mello, disse que a situação ainda é delicada. “Queremos deixar tudo claro para que os gestores possam realizar os planos de ação de forma correta e assim receberem os recursos rapidamente”, destacou.


Veja agora mesmo!

Clube de Caça e Tiro Itoupava Rega mantém tradições perdidas na região:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo