Sem ajuda, bugio machucado se isola em torre de Blumenau

Após levar um choque elétrico e cair de poste, animal está há quase três dias sem comer

Sem ajuda, bugio machucado se isola em torre de Blumenau

Após levar um choque elétrico e cair de poste, animal está há quase três dias sem comer

Bianca Bertoli

Um bugio está há quase três dias no alto de uma torre na rua Maranhão, bairro Salto do Norte. Segundo relato de moradores, na quarta-feira de manhã, 19, ele levou um choque em um fio energizado do poste e, assustado, subiu na torre. O animal está ferido e sem se alimentar desde então.

Terezinha da Silva Rojanski estava em casa quando viu o bugio. Ela pegou o celular para fotografá-lo, mas não deu tempo. Antes de conseguir erguer a câmera viu o animal encostar com o rabo no fio. Um estouro forte o jogou dentro do rancho da propriedade onde ela vive.

Terezinha da Silva Rojanski/Especial

“Deu um fogo que parecia que ia queimar ele todo. Quando vimos, parecia que ele estava morto. Meu marido foi pegar um saco e nesse momento ele levantou devagar e subiu na torre”, conta.

Terezinha da Silva Rojanski/Especial

A vizinhança já ligou para a Polícia Militar Ambiental e Projeto Bugio. Terezinha conta que os policiais foram até o local, mas disseram não poder fazer nada por falta de equipamentos. Representantes do Projeto Bugio tentaram fazer com que ele descesse, mas sem sucesso.

“O homem (Projeto Bugio) falou que vai voltar amanhã de manhã. Não dá pra deixar ele assim. A última coisa que quero é ver o bugio morrer ali”, lamentou Terezinha.

A PM Ambiental disse à reportagem que a única viatura da corporação está em Apiúna, mas que tentará ir ao local neste sábado, 22. De qualquer maneira, os policiais só resgatam bichos que estão no solo. Para conseguir alcançar um que esteja no alto é necessário o apoio de um veterinário do Projeto Bugio, para que ele possa administrar um tranquilizante e evitar que o animal suba ou se machuque mais.

A reportagem não conseguiu contato com representantes do Projeto Bugio até o momento.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo