+

Suspeito de matar a esposa em julho é preso em Blumenau

Corpo de Danielle Tilles foi encontrado em um terreno baldio em avançado estado de decomposição

A Polícia Civil, por intermédio da Divisão de Investigação Criminal de Blumenau, identificou o autor do homicídio de Danielle Tilles. O corpo dela foi encontrado por agentes de combate à dengue parcialmente soterrado no dia 24 de julho deste ano em um terreno baldio localizado na rua José Bonifácio, no Itoupavazinha, em avançado estado de decomposição.

A prisão do homem foi realizada no último dia 19, mas a Polícia Civil divulgou a informação na noite desta terça-feira, 24.

Os policiais localizaram o suspeito na rua Ver. Romário Conceição Badia, no Itoupava Norte. Ele foi trazido até a sede da DIC, interrogado e depois encaminhado ao Presídio Regional de Blumenau, ficando à disposição do Poder Judiciário.

Identificado corpo encontrado pelos agentes de combate à dengue em Blumenau

O suspeito responderá pelo crime de homicídio qualificado e ocultação de cadáver. O inquérito policial tem o prazo de 30 dias para ser finalizado e encaminhado ao Poder Judiciário.

Investigação

A causa da morte de Danielle não foi determinada no laudo cadavérico, porém foram encontradas alterações suspeitas pelo corpo que sugerem que a vítima tenha sofrido uma série de agressões. A identificação da vítima somente ocorreu apenas no fim do mês de setembro a partir da perícia na arcada dentária da vítima e exames por imagem apresentados pela família.

A investigação conseguiu demonstrar que Danielle foi morta pelo seu marido, ambos moradores de rua, após ele suspeitar que ela pudesse denunciá-lo como sendo um dos autores do homicídio do seu ex-marido Joel Robson Goll, uma vez que ela já havia indicado a participação de outro masculino no crime.

Danielle chegou a encaminhar áudios a familiares pressentindo o risco que estava correndo ao lado do suspeito. Foi apurado ainda que a vítima foi morta em local diferente de onde o seu corpo foi encontrado. Após o crime, de acordo com a Polícia Civil, o suspeito desapareceu do bairro Itoupavazinha.

As investigações do homicídio de Joel continuam em andamento visando identificar outros envolvidos.


Veja agora mesmo!

Blumenauense relembra primeiro beijo com o marido na Oktoberfest:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo