Vereador afirma ter recebido denúncias de corrupção na Casa São Simeão, em Blumenau

Presidente da entidade nega qualquer problema e afirma ter total transparência em relação às contas

Vereador afirma ter recebido denúncias de corrupção na Casa São Simeão, em Blumenau

Presidente da entidade nega qualquer problema e afirma ter total transparência em relação às contas

Jotaan Silva

Em sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Blumenau nesta quinta-feira, 28, o vereador Almir Vieira (PP), afirmou ter recebido denúncias relacionadas a mau atendimento e corrupção dentro da Casa São Simeão, entidade que cuida de idosos no município. Em sua fala, ele chega a afirmar que é “caso de polícia” e que vai buscar mais informações acerca do assunto. O presidente da entidade, Alexandre Barbosa Tonim, nega todas as citações.

O vereador conta que recebeu ao menos três denúncias de funcionários e pessoas que frequentam a entidade. “Não estou acusando ninguém e nem afirmando que acontece. Mas como recebi a denúncia, tenho que passar pra frente, se eu não fizer isso estarei cometendo o crime de prevaricação, já que meu papel é fiscalizar algo que recebe dinheiro público”, afirmou.

Desvios e problemas financeiros

Entre as denúncias o vereador cita desvio de materiais, desvio de dinheiro, obras superfaturadas e que o presidente da Casa São Simeão é sócio de uma farmácia que vende os remédios para a entidade. “Empresários trabalhando dentro do próprio ancionáto e vendendo seu próprio produto, inclusive com nota fiscal. É desesperador o que se ouviu e o que se ouve a respeito do que vem acontecendo lá”, afirmou Vieira.

Ele ainda conta que após as denúncias está juntando documentos para, caso se confirme, encaminhar à justiça para que as medidas necessárias sejam tomadas.

O presidente da Casa São Simeão, Alexandre Barbosa Tonim, negou todas as citações do vereador e condenou a maneira como Vieira divulgou essa situação sem ao menos procurar a entidade. “Ele como vereador deveria ter ao menos visitado a casa, investigado de verdade antes de falar daquela maneira. Aliás, as portas da Casa São Simeão estão abertas caso ele queira realizar com uma equipe financeira uma auditoria”.

Em relação aos desvios, Tonim afirma que tem total transparência das ações financeiras da Casa São Simeão e que tudo está registrado com nota fiscal. Além disso, afirma que “Esse é o melhor momento financeiro da história aqui. Se tivesse corrupção, jamais estaríamos do jeito que estamos”.

Sobre ele ser sócio da farmácia que fornece medicamentos a entidade, Tonim confirma que é dono de oito unidades farmacêuticas. Entretanto, aponta que há pelo menos 10 anos a farmácia fornece os medicamentos com preços abaixo do mercado para a Casa São Simeão, sendo que ele atua de forma voluntária na entidade há somente três anos.

Mau atendimento

Ainda durante a fala em sessão na câmara, Almir Vieira citou a falta de atendimento médico aos idosos. “A comunidade cobra também que dentro do estatuto tem que ter um médico para atender duas vezes por semanas os idosos. E o que acontece? Desde maio não se tem médicos para fazer os atendimentos básicos”.

De acordo com Tonim, desde maio a Casa São Simeão está sem médico registrado. Porém, um profissional médico atendeu normalmente os idosos todas semanas até o mês passado. “A gente está há um mês sem atendimento, mas porque contratei três profissionais que desistiram. Mas já temos uma nova profissional registrada que vai começar em breve”.

Casa São Simeão

De acordo com o site da Casa São Simeão, atualmente 77 idosos são abrigados na entidade, que possui 60 colaboradores, entre médico, assistente social, técnico de enfermagem, portaria e farmácia.

Fundada em 1954, a Casa São Simeão é dedicada a assistência integral de idosos acima de 60 anos de idade. Ela é bancada por pagamentos de mensalidade dos familiares dos atendidos, além de pagamento por parte da Prefeitura de Blumenau, quando os idosos são encaminhados pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Semudes), e por doações de empresas e pessoas físicas.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo