+

VÍDEO – Crianças de CEI de Blumenau pintam vidraças para proteger pássaros que batiam no local

Aves morriam ao colidir nas vidraças da creche

Cercado por uma área florestal e fechado por muros de vidro, o Centro de Educação Infantil (CEI) Anton Max Artur Spranger, localizado no bairro Testo Salto, enfrentava um triste problema com os pássaros da região.

Por conta da transparência, as aves não enxergavam os vidros, colidiam e acabavam machucadas ou até mortas nos arredores da creche.

Com o intuito de solucionar a questão, os colaboradores do CEI desenvolveram um projeto com os alunos, chamado “Um voo para a vida”. A ação tem como objetivo desenvolver uma conscientização nas crianças acerca da preservação da fauna e flora e, principalmente, fazer com que os pássaros da região não sofram mais por conta dos vidros.

Um voo para a vida

Primeiramente, foram realizadas pesquisas e diálogos com as crianças e a comunidade escolar acerca do problema e suas causas. Depois, foi pensado em uma maneira para evitar as colisões e salvar a vida e saúde dos passarinhos. 

Por fim, os alunos e colaboradores se uniram para pintar e otimizar os muros com diferentes materiais.

Confira o vídeo

Um vídeo foi produzido pelo CEI, para divulgar o projeto. No conteúdo, as crianças relatam como foi a experiência delas participando do “Um voo para a vida”.

Construção do projeto

A elaboração do projeto teve como base as informações e estudos da Aconprema, organização para preservação ambiental focada em Balneário Camboriú, local onde o número de arquiteturas com vidraças é alto.

O blog Natureza e Conservação, que traz informações e conteúdo sobre a conservação da natureza e as publicações de Joseph Cornell também serviram como inspiração durante o desenvolvimento do “Um voo para a vida”.

Resultados 

De acordo com os responsáveis do CEI, desde o desenvolvimento do projeto, não foram encontrados mais pássaros mortos nos arredores da instituição. Além disso, foi possível perceber que as crianças tiveram experiências significativas no contato com a natureza e no conhecimento das características da fauna local.

“Cada vez mais percebemos a importância da Educação Ambiental desde bem cedo, com as crianças. Elas crescem com o olhar mais consciente sobre a ação do homem na natureza de modo geral, criando estratégias de bem viver com a natureza, desenvolvendo atitudes de sustentabilidade e estabelecendo relações de respeito com o meio ambiente”, afirma a coordenadora.

Crianças pintando as vidraças para proteger os pássaros. Foto: CEI Anton Max Artur Spranger

Um problema mundial

Visto que a problemática é de assunto mundial, por conta do crescimento de edificações com vidraças, o CEI pretende dar continuidade ao projeto, compartilhando conhecimento e ampliando aprendizagens. 

Para isso, as crianças e os profissionais também realizaram a confecção de informativos, panfletos e folders para divulgação da temática na comunidade local, para desenvolvimento de possíveis ações futuras.

“O projeto foi um verdadeiro esforço de equipe, envolvendo crianças e adultos em um trabalho inspirador que não apenas educou as crianças, mas também envolveu suas famílias. Esse tipo de colaboração demonstra como a conscientização ambiental pode se espalhar e impactar positivamente a comunidade de maneira abrangente”, diz a coordenadora do CEI, Bruna Souza.


Assista agora mesmo!

Em conversa descontraída, Sargento Junkes e Guto Bilinski contam histórias de boteco:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo