+

WEG anuncia lançamento de maior aerogerador do Brasil

Protótipo deve ser instalado pela companhia em 2024

A empresa jaraguaense WEG anunciou nesta segunda-feira, 5, o lançamento da sua nova plataforma de aerogeradores. Com potência de 7 Megawatt (MW) e 172 metros de diâmetro de rotor, o aerogerador se tornará a maior máquina em operação no mercado brasileiro. Mais potente e eficiente, o novo modelo traz melhores rendimentos para os projetos eólicos.

“Tivemos sucesso com nossa plataforma de 2.1 MW, que conta com 650 MW operacionais superando os compromissos de disponibilidade, bem como com a plataforma atual de 4.2 MW, onde já temos comercializado mais de 1.000 MW”, explica João Paulo Gualberto da Silva, Diretor Superintendente de Energia da WEG. “De maneira a continuarmos crescendo no negócio de geração de energia eólica, é natural continuarmos expandindo e oferecendo aos nossos clientes soluções ainda mais eficientes e de alta tecnologia”, acrescenta.

Assim como nas demais plataformas, o conceito principal do design do aerogerador de 7 MW é ser um equipamento que alie competitividade com confiabilidade e facilidade de operação e manutenção, maximizando a produção de energia e o retorno sobre investimento aos clientes, além de trazer novas oportunidades de negócios para clientes brasileiros e também em outros países.

“Com equipes de engenharia especializada em aerogeradores no Brasil, Estados Unidos e Alemanha, além de capacidade para produzir muitos dos componentes internamente, como geradores, motores, eletrônicos, e até tintas, conseguiremos vantagens importantes de custos e qualidade”, acrescenta João Paulo.

Características

Diferente da plataforma de 4,2 MW fabricada atualmente pela companhia, que se destaca pelo foco nas especificidades de vento e condições climáticos do Brasil, o novo aerogerador tem características adaptadas para também atender outros mercados. Sua tecnologia de acionamento Medium-Speed Geared (MSG), aliada a um conversor de potência plena, permite uma interconexão suave à rede elétrica, bem como flexibilidade para se adaptar e cumprir diferentes códigos de rede de cada país.

Outra funcionalidade é a capacidade de fornecer energia reativa mesmo sem vento, que pode viabilizar outras receitas além da produção de energia. O novo projeto contempla ainda modularidade em seus componentes para simplificar a logística, como torre mais alta e um conceito de montagem mais fácil especialmente para relevos acidentados.

A fabricação dos novos aerogeradores acontecerá inicialmente no Brasil, no parque fabril de Jaraguá do Sul, onde a empresa já produz aerogeradores e possui um centro de operações eólico que realiza o controle, monitoramento e análise de sua frota no país. Além disso, a WEG conta com softwares que empregam Inteligência Artificial e análises avançadas capazes de detectar deficiências de desempenho ocasionadas por situações climáticas adversas.

O protótipo do novo aerogerador de 7 MW deve entrar em operação no início de 2024 e o início da produção seriada é esperada para o ano seguinte.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo