CDL Blumenau orienta consumidores a trocar cédulas rasuradas na rede bancária

Entidade afirma que comerciantes não são obrigados a receber dinheiro carimbado

CDL Blumenau orienta consumidores a trocar cédulas rasuradas na rede bancária

Entidade afirma que comerciantes não são obrigados a receber dinheiro carimbado

Redação

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Blumenau distribuiu um comunicado na manhã desta quinta-feira, 3, com orientações sobre cédulas rasuradas. A entidade se manifestou sobre a polêmica em torno dos carimbos em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O advogado Felipe Anuseck Barbieri, do setor jurídico da CDL, afirma que cédulas rasuradas ou manchadas só têm valor para depósito, pagamento ou troca na rede bancária. Os próprios bancos são responsáveis por encaminhá-las ao Banco Central, para destruição.

Assim, diz a CDL, “o comerciante não está obrigado a receber qualquer cédula que esteja rasurada ou carimbada, devendo informar, sem qualquer tipo de constrangimento, isto ao seu consumidor, orientando-lhe que faça a troca na rede bancária”.

Se o comerciante já tiver recebido ou opte em receber as cédulas carimbadas, ele próprio pode fazer a troca na rede bancária.

O Banco Central tem, em seu site, uma lista de exemplos de cédulas consideradas inadequadas para circulação. Clique aqui e confira.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio