Como será a audiência pública sobre o transporte coletivo de Blumenau nesta quinta-feira

Tudo será transmitido pelo site da Câmara e pelo canal 14 da NET

Como será a audiência pública sobre o transporte coletivo de Blumenau nesta quinta-feira

Tudo será transmitido pelo site da Câmara e pelo canal 14 da NET

Redação

A audiência pública que abordará as mudanças nas rotas e horários dos ônibus que devem ocorrer nos próximos dias será realizada nesta quinta-feira, 15, às 19h, na Câmara de Vereadores. Além do assunto, serão apresentadas aos presentes as planilhas de custos do transporte coletivo da cidade. Tudo será transmitido pela internet, no site da Câmara e no canal 14 da NET.

O pedido pela audiência foi feito na semana passada pelo vereador Almir Vieira (PP), depois que ele participou de uma das reuniões quinzenais da comissão especial organizada pela Agência Intermunicipal de Regulação (Agir).

Segundo Vieira, nesta noite ele abrirá a audiência esclarecendo sobre as mudanças. Depois, um representante da Agir falará sobre o trabalho da Agência e as planilhas de custos do transporte coletivo. Por último, o Seterb fará uma exposição para explicar as alterações que devem impactar os usuários de diversas regiões de Blumenau:

“Há um planejamento de mudanças para 2018, começando já em março, e é importante que a comunidade participe das discussões. Há questões que vão de encontro ao interesse da nossa sociedade”, disse o vereador.

Nos encontros da comissão especial, representantes do Seterb, Agir, BluMob e Câmara de Vereadores discutem temas polêmicos. Entre eles, a redução de gratuidades, a obrigatoriedade de cobradores em todas as linhas, e alterações nas rotas e grades de horários. Na audiência desta quinta, o público poderá fazer perguntas sobre as reuniões já feitas.

“É importante a presença de todos, dos vereadores aos presidentes de associações de moradores, para que todos tenham conhecimento do que acontece para haver aumento na passagem, mudança de rotas ou redução de horários, para então repassar à comunidade”, enfatizou Vieira.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio