Dia sim, dia não alguém é homenageado na Câmara de Vereadores de Blumenau

Além de moções de louvor, cidade tem 16 tipos diferentes de comenda

Dia sim, dia não alguém é homenageado na Câmara de Vereadores de Blumenau

Além de moções de louvor, cidade tem 16 tipos diferentes de comenda

Bianca Bertoli

Até o fim de 2017 a Câmara de Vereadores de Blumenau terá homenageado mais de 170 pessoas ou instituições em cerimônias organizadas no plenário da Casa. Na prática, considerando que os parlamentares têm recesso de 45 dias, dia sim, dia não alguém recebe uma condecoração do Legislativo.

Nesta semana, os vereadores contribuíram para essa média. Na terça-feira, 5, ocorreu mais uma sessão do tipo, com homenagens a três empresas e seis pessoas. Nesta quinta, 7, serão entregues quatro títulos de cidadão blumenauense e emérito.

 

Além das moções de louvor, a Câmara aprovou 38 comendas e cinco títulos de cidadão blumenauense ou emérito. O custo das solenidades é difícil de calcular, porque envolve servidores, energia elétrica e outros detalhes. O material entregue aos homenageados, porém, totaliza aproximadamente R$ 6 mil.

As moções são entregues pelos vereadores pessoalmente ou em sessões solenes que ocorrem uma vez por mês. Cada parlamentar pode indicar no máximo dois homenageados por mês, segundo o regimento interno. O valor total de cada diploma gira em torno de R$ 2,25. Já a medalha e o certificado das comendas custam quase R$ 140. Neste ano, 38 comendas foram aprovadas.

Nos títulos de Cidadão Blumenauense e Cidadão Emérito, é entregue uma placa de aço que custa R$ 192. Em 2017, quatro pessoas receberão o título de Cidadão Blumenauense e uma de Cidadão Emérito. Durante o ano, podem ser indicados até oito cidadãos.

Mais louvor que repúdio

Das 145 moções aprovadas entre janeiro e meados de novembro de 2017, 134 foram de louvor. As de repúdio, como a que foi feita contra o evento pedagógico na Escola Elza Pacheco, totalizaram nove. O professor Oklinger Mantovaneli Junior, do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da Furb, explica a preferência pelo elogio:

“As notas de repúdio não pegam bem perante a opinião pública. Na nossa cultura política, se você ver em um debate eleitoral, todo mundo é bonzinho. Quem é ‘malvado’, que faz críticas mais ácidas, tem um papel importante, mas não é o mais votado. Por isso que a moção de repúdio é deixada para situações bastante limítrofes”.

Comendas

Blumenau tem 16 tipos de comendas instituídas. As duas mais recentes foram aprovadas em 5 de dezembro. De autoria do vereador Jens Mantau (PSDB), a comenda municipal do mérito esportivo Rodolfo Sestrem tem a intenção de homenagear esportistas por questões como superação, determinação, conquistas e espírito agregador e de equipe.

De acordo com o projeto, as comendas devem ser entregues todos os anos, logo após os Jogos Abertos de Santa Catarina, em sessão solene organizada pela Câmara. No mesmo dia em que a comenda esportiva foi aprovada, outra proposta, essa do vereador Alexandre Caminha (PROS), recebeu a aceitação da Câmara. É a comenda do mérito cervejeiro Heinrich Hosang. Essa vai reconhecer, a cada dois anos, pessoas que tenham destaque na fabricação e divulgação de cervejas artesanais ou industriais.

As comendas entregues até o momento foram a de mérito em educação, Zumbi dos Palmares e da caridade. O número de comendas conferidas varia a cada ano porque algumas são bianuais. Podem ser de quatro a 15 homenageados, dependendo do tipo. Segundo a assessoria da Câmara, às vezes os vereadores não indicam nenhum nome, então, nesses casos, algumas não são concedidas.

As razões das homenagens 

O vereador Marcos da Rosa, presidente da Câmara, diz que as homenagens são dirigidas a personalidades, empresas, entidades e órgãos públicos e privados que contribuíram ou contribuem para o desenvolvimento econômico e social de Blumenau:

“Na proposta das homenagens é reconhecer o notável exemplo de trabalho, dedicação e inspiração de cidadãos de Blumenau em suas mais diversas áreas de atuação. Para a Câmara Municipal, todas as homenagens conferidas são motivos de orgulho e realização”.

Para Mantovaneli, as cerimônias de homenagens funcionam como uma coluna social para cada vereador:

“Você agracia as personalidades dos diversos eleitorados que tem ali. É um atributo importante, mas não é fundamental. É um atributo que de alguma maneira o poder político olha para a organização social e tenta emitir algumas mensagens, mas também faz uso político dessas mensagens quando necessário”.

Próximas entregas 
Nesta quinta-feira, 7, serão entregues quatro títulos de cidadão blumenauense e emérito. A cerimônia acontece a partir das 19h no Plenária da Câmara.

Receberão o título de cidadão blumenauense o professor Alfredo Scottini, o ex-vereador Vânio Francisco Salm e a médica Lenise Pontes Freitas. O desembargador Jorge Luiz de Borba receberá título de cidadão emérito.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio