Saúde à Mesa

Formada em Nutrição pela Furb, Vanessa de Souza atende em Blumenau e publica semanalmente sobre saúde e boa alimentação.

Existe relação entre a saúde mental e a sua alimentação?

Saúde à Mesa

Formada em Nutrição pela Furb, Vanessa de Souza atende em Blumenau e publica semanalmente sobre saúde e boa alimentação.

Existe relação entre a saúde mental e a sua alimentação?

Saúde à Mesa

Você vive cansado, sem energia, estressado, com crises de ansiedade ou sintomas depressivos? E acha que nada disso tem a ver com o que come né? Que tudo não passa de uma coincidência infeliz, e que terá que esperar “passar” sozinho. Tenho uma notícia ruim pra você então.

Muitos fatores irão afetar a sua saúde mental, afinal são nutrientes que fazem todo o maquinário do organismo girar e funcionar corretamente. Quando você priva essas máquinas de receber o que precisam, aos poucos elas param de funcionar, o seu organismo entra em um estado de alerta e vai fazer o possível pra te manter vivo. E nesse jogo de sobrevivência o menos importante é você se sentir feliz e de bem estar, então essa não será a prioridade de um organismo doente.

Imagine uma fábrica, com várias máquinas diferentes, mas que todos são interligadas para produzir um único produto final. Você está colocando combustível para elas funcionarem (calorias), mas você não está fazendo a manutenção que deveria, não está lubrificando as engrenagens, pois acha que isso é o de menos. As máquinas estão funcionando e produzindo, então pra que cuidar? Não vejo problema nenhum aqui. Mas logo esse descuido aparece, e uma das máquinas começa a produzir menos, e assim as demais irão precisar compensar a falta de produção da primeira. Quando isso acontece muito, elas irão começar a selecionar o que de fato é vital pra chegar no produto final, e o que é apenas “frufru”.

Mais ou menos assim funciona o seu organismo, quando você não fornece vitaminas e minerais pra ele, e se preocupa apenas em matar a fome e comer comidas deliciosas pra você. Tudo se trata de escolha e consequência. Ao final, a sua voz tem cada vez menos espaço ali, e tudo se torna apenas parte de um alerta de sobrevivência corporal, tornando mais difícil para você mudar hábitos e seguir uma boa alimentação.

Lembra que eu falei que muitos fatores estão relacionados a essa piora da saúde mental? Poise, acontece que o seu cérebro (onde a maior parte da magia acontece) e o seu intestino (onde a outra grande parte da magia acontece) são diretamente afetados pela qualidade da sua alimentação. Fornecer menos magnésio, zinco, vitamina D, vitaminas do complexo B, ácido fólico e por aí vai, afeta diretamente a produção de hormônios e neurotransmissores (como serotonina, dopamina, noradrenalina, cortisol, insulina…) que por sua vez influenciam o seu humor e a forma como lida com o estresse do dia a dia.

Essa deficiência de nutrientes também irá afetar a qualidade do seu sono. Não dormindo bem, você acorda de mal humor, sente mais fome durante o dia (porque o cortisol, grelina e leptina estão desregulados) e faz piores escolhas alimentares, ou seja, cada vez mais difícil melhorar alimentação.

Está pensando em controlar melhor a ansiedade? Tem crises de compulsão alimentar? Está depressivo? Comece consumindo mais legumes, verduras, frutas, cereais integrais, sementes, vitaminas e minerais. É aqui que tudo começa. Não vá achando que vai conseguir do dia pra noite cortar todo o chocolate que come o dia inteiro, porque não vai. Primeiro dê nutrientes para que o organismo consiga ir se regulando novamente.

Um grande adendo que preciso colocar aqui: se você sofre de algum distúrbio mental, ou apenas acha que a rotina está pesada demais pra você, procure ajuda de um psicólogo. Terapia é o que vai te ajudar a superar esses problemas. A nutrição é um aliado coadjuvante nesses casos. Mesmo que o problema tenha iniciado por uma causa alimentar, a terapia sempre irá te ajudar a navegar de forma mais tranquila. Não negligencie a sua saúde.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo