+

GALERIA – “Momento de cautela”; ruas atingidas pelas chuvas em Blumenau seguem sendo monitoradas

Famílias estão desde a semana passada amparadas no abrigo do município

O bairro Escola Agrícola teve três de suas ruas gravemente atingidas por deslizamentos na última semana, em decorrência das chuvas. De acordo com a Prefeitura de Blumenau, as ruas Netuno, Germano Grosh e Ursa Maior foram identificadas como as situações mais graves de toda a cidade.

Além das casas no final da rua Netuno, que estão sob avaliação da geologia do município, outras três residências, estas situadas acima do talude, na rua Germano Grosh preocupam a Defesa Civil. As famílias estão desde a semana passada amparadas no abrigo do município.

Confira imagens das ruas atingidas

Trabalhos realizados

A Secretaria de Manutenção e Conservação Urbana (Seurb) afirma que está desde o sábado trabalhando na limpeza do local. Até o momento, mais de 2,5 mil toneladas de barro e entulho foram recolhidos.

“Estamos trabalhando incansavelmente na limpeza da via fazendo a remoção dos materiais e tentando assegurar o acesso dos moradores às suas residências”, avalia o secretário de manutenção, Ricardo da Silva.

Enquanto isso, a Secretaria de Defesa Civil (Sedeci) prossegue avaliando os riscos do local. Para o secretário de Defesa Civil, Carlos Olímpio Menestrina, uma nova medida protetiva terá que ser avaliada para a região.

“Uma obra de contenção foi realizada lá nos últimos anos pelo município, que ajudou a frear a velocidade dos detritos que escorregaram em direção à via na última semana. Porém, agora diante dos fatos, precisamos considerar a possibilidade de uma obra complementar, para reforçar este sistema de proteção do talude”, afirma.

Quantidade de chuva

A média de chuva do município ficou entre 113 milímetros, entre quinta e sexta-feira. Porém, somente na região da rua Coripós, também no bairro Escola Agrícola, o volume registrado foi de 131 mm.

Momento de cautela

De acordo com a geologia do município, o momento é de cautela, sobretudo porque o ocorrido foi recente.

“Estamos falando de uma área de risco com histórico de deslizamento em 2008 e isso exige uma atenção redobrada. Após toda a limpeza iremos fazer uma nova avaliação geológica para sabermos quais protocolos precisarão ser tomados daqui por diante”, considera o diretor de geologia, Gerson Lange Filho.


Veja agora mesmo!

Campeã sete vezes no chope em metro: a paixão de Tatiane Choinacki pela Oktoberfest Blumenau:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo