Gestantes, puérperas e lactantes com bebês até seis meses já podem agendar vacina contra Covid-19 em Blumenau

Agenda foi aberta nesta sexta-feira após liberação do governo do estado

Gestantes, puérperas e lactantes com bebês até seis meses já podem agendar vacina contra Covid-19 em Blumenau

Agenda foi aberta nesta sexta-feira após liberação do governo do estado

Redação

Gestantes, puérperas e lactantes que amamentam bebês com até seis meses de idade já podem agendar a vacina contra Covid-19 em Blumenau. A nova agenda foi liberada na noite desta sexta-feira, 18.

As doses serão aplicadas no domingo, 20, no Parque Vila Germânica. Todas devem ter acima de 18 anos e apresentar relatório médico ou prescrição para tomar a vacina.

Lactantes com filhos mais velhos terão de aguardar liberação do governo estadual. Uma agenda já foi divulgada, seguindo a seguinte ordem:

  • com até 6 meses de idade poderão ser vacinadas a partir de 19 de junho;
  • entre 6 meses a < de 1 ano de idade, a partir de 26 de junho;
  • entre 1 ano a < de 2 ano de idade, a partir de 3 de julho;
  • maiores de 2 anos de idade, a partir de 10 de julho.

O agendamento também segue aberto para pessoas com 51 anos, além dos grupos prioritários, como, por exemplo, pessoas com comorbidades ou deficiências permanentes, profissionais da educação e das forças de segurança e salvamento.

O agendamento deve ser feito no site da Prefeitura de Blumenau ou pelo Alô Saúde, no telefone 156 (opção 2). O número atenderá até as 22h nesta sexta-feira, 18 e das 8h às 17h no sábado, 19.

Outras 1,8 mil vagas, para aplicação no sábado, 19, haviam sido disponibilizadas no início da tarde, mas esgotaram em cerca de quatro horas.

Somente serão vacinados aqueles usuários com agendamento. Vale ressaltar que quem realizou a vacina da Gripe (H1N1) deve aguardar um período de 14 dias para se vacinar contra a Covid-19.

Confira os públicos que podem agendar vacinação e a documentação necessária:

Gestantes acima dos 18 anos: Documento de identificação com foto e carteira de acompanhamento da gestante/pré natal ou atestado médico e relatório médico ou prescrição indicando a aplicação da vacina.

Puérperas acima dos 18 anos: Documento de identificação com foto, declaração de nascimento da criança ou certidão de nascimento e relatório médico ou prescrição indicando a aplicação da vacina.

Lactantes (Mulheres que estejam amamentando) acima dos 18 anos*:
Documento de identificação com foto e declaração de nascimento da criança ou certidão de nascimento e relatório médico ou prescrição indicando a aplicação da vacina.
*Neste primeiro momento lactantes que amamentam crianças com até 6 meses de idade. Posteriormente, outros grupos de lactantes serão incluídos.

Gestantes com comorbidades acima dos 18 anos: Carteira de acompanhamento da gestante/pré natal ou atestado médico + comprovação de comorbidade.

Puérperas com comorbidades acima dos 18 anos: Declaração de nascimento da criança ou certidão de nascimento + comprovação de comorbidade.

Pessoas acima dos 51 anos: Documento de identificação com foto.

Trabalhadores do transporte coletivo rodoviário de passageiros acima dos 18 anos (motoristas e cobradores de transporte coletivo rodoviário de passageiros): Documento de identificação com foto e documento que comprove o exercício efetivo da função de motorista profissional do transporte de passageiros ou cobrador.

Caminhoneiros (transporte profissional de cargas) acima dos 18 anos: Documento de identificação com foto e documento que comprove o exercício efetivo da função de motorista profissional do transporte rodoviário de cargas ou declaração da empresa contratante. Profissionais autônomos podem apresentar cópia do contrato com CNPJ da transportadora ou declaração do contador.

Trabalhadores da limpeza urbana e coleta de resíduos sólidos acima dos 18 anos: Documento de identificação com foto e documento que comprove exercício na função.

Trabalhadores da educação e Professores, segundo professores, auxiliares e afins acima dos 18 anos que atuam: a) nas instituições exclusivas de Educação Especial (Caesp), ou seja, professores e auxiliares da APAE e do CEMEA; b) na educação infantil ou pré-escola; c) no ensino fundamental, d) no ensino médio; e) no ensino profissionalizante; f) no ensino superior; g) na equipe técnica, administrativa e pedagógica, na gestão do PlanConEdu; h) em atividade remota, EAD ou similares; i) de forma presencial em outras áreas; j) nas unidades de educação públicas ou privadas nas atividades de limpeza, alimentação, serviços gerais e similares: Documento de identificação com foto e declaração comprobatória no modelo oficial fornecido pelo Governo do Estado.

(Não inclui trabalhadores de cursos livres e profissionalizantes que não façam parte da Educação Básica (infantil, fundamental e médio) e superior. Estes deverão ser vacinados juntamente com a população em geral de 18 a 59 anos, por faixa etária, da maior para a menor, conforme as doses forem sendo disponibilizadas)

Profissionais das Forças de Segurança e Salvamento, Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade e Forças Armadas acima dos 18 anos lotados em Santa Catarina: Documento de identificação, carteira funcional, contracheque ou documento comprobatório (ofício) assinado pela chefia da corporação, informando que o profissional tem vínculo efetivo e ativo com a instituição.

Pessoas com Deficiência Permanente acima de 18 anos: Atestado ou declaração médica ou documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência ou documento oficial de identidade com a indicação da deficiência, ou ainda Carteira de Transporte Público.

Pessoas com comorbidades acima dos 18 anos: Preferencialmente atestado ou declaração médica ou declaração do enfermeiro do serviço de saúde onde o usuário faz o tratamento. Receitas de medicamentos que deixem claro a condição da pessoa (validade de 1 ano para medicamentos de uso não controlados) também terão aceitação na falta das opções anteriores.

 

Pessoas com hipertensão arterial estágios 1 e 2 acima de 50 anos: Preferencialmente atestado ou declaração médica ou declaração do enfermeiro do serviço de saúde onde o usuário faz o tratamento. Receitas de medicamentos que deixem claro a condição da pessoa (validade de 1 ano para medicamentos de uso não controlados) também terão aceitação na falta das opções anteriores.

Atestado/Declaração Médica

A Prefeitura está disponibilizando um modelo de declaração médica para que pessoas com comorbidades possam comprovar a condição pré-existente da patologia e consigam receber a vacina contra o Coronavírus. O documento disponível por meio do link deve ser preenchido e assinado pelo profissional médico atestando com exatidão a comorbidade do paciente.

Aplicação da vacina

Para evitar aglomerações a orientação é que os usuários cheguem com até 10 minutos de antecedência no Parque Vila Germânica e levem acompanhantes apenas em caso de necessidade. Além do documento de identificação com foto e da carteira de vacinação, é preciso ter em mãos a documentação que comprove a inclusão no grupo para o qual agenda foi solicitada. Caso o usuário chegue com mais de 10 minutos de antecedência, ele deverá aguardar até seu horário de vacinação. Serão tolerados atrasos de até 15 minutos.

Os usuários podem acessar o Setor 1 entrando pela Rua Alberto Stein, utilizando o estacionamento dentro do Parque Vila Germânica. O espaço conta com cadeiras de rodas para auxiliar no deslocamento. Pessoas com mobilidade reduzida podem acessar a Central de Vacinação pela Rua Itapiranga, que foi sinalizada pela Seterb. Neste caso, a vacina é aplicada sem que o usuário precise desembarcar do veículo.

Após receber a primeira dose da vacina, ao final do atendimento automaticamente o sistema agenda o retorno para ser feita a segunda dose, dentro do prazo adequado.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo