+

Homem acusado de estuprar vendedora tem prisão preventiva decretada em Joinville

Mandado de prisão preventiva foi emitido na última sexta-feira, 23, pela Justiça

Na última sexta-feira, 23, foi emitido um mandado de prisão preventiva contra o homem suspeito de estuprar, na última quinta-feira, 22, uma vendedora dentro de uma loja em Joinville.

Segundo a delegada Cláudia Lopes Gonzaga, da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (Dpcami), ele deve ficar preso no Presídio Regional de Joinville até que a Justiça entenda ser necessário para realizar as investigações.

O homem de 70 anos já havia sido preso ainda na noite do crime, na qual foi encontrado em um hotel próximo à Rodoviária de Joinville.

O acusado afirmou à polícia que foi até o local para praticar um trabalho de evangelização e que durante as conversas, a vítima relatou que estava com problemas no casamento, então teria surgido uma atração entre eles e que o ato foi consentido.

Em relação ao valor pego na loja, R$ 220, o homem contou que pediu dinheiro para continuar a evangelizar e a mulher teria o pago por isso.

Porém, a polícia continua a trabalhar com a linha de crime sexual. Isso porque há relação entre o depoimento da vítima e as filmagens da loja, onde aconteceu o crime.

Ambos apontam que o homem teria chego no local para fazer um trabalho de evangelização, estava vestido com roupa social, levava uma bíblia e ele pediu que a comerciante escrevesse três frases em um papel, ela, porém, não se recorda sobre o que escreveu.

Outro motivo que aponta o crime de abuso é o fato da vítima ter sido encontrada em estado de choque. Após o homem sair do local, ela tomou consciência da situação e ligou para o marido, que a encontrou fragilizada.

A PM foi acionada e afirma que o estado físico e mental da mulher indicavam que havia ocorrido o abuso. Além disso, as roupas da vítima continham provas genéticas do autor do estupro.

O acusado já tinha passagens por crimes de estupro em Blumenau e Curitiba.


Quer receber notícias diretamente no seu celular? Clique aqui e entre no grupo de WhatsApp do jornal

Prefere ficar bem informado pelo Telegram? O jornal tem um canal de notícias lá. Clique aqui para participar

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo