+

Homem é preso suspeito de chefiar organização criminosa que se passava por delegados de SC para aplicar golpe

Golpe é conhecido como sextorsão

Na manhã desta quarta-feira, 21, a Polícia Civil de Santa Catarina prendeu um suspeito de chefiar a organização criminosa que praticava golpes de extorsão com conteúdo sexual. Além de deter o suspeito, foram realizados seis mandados de busca e apreensão na casa de outros suspeitos, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Sextorsão

O grupo criminoso se passava por uma jovem mulher e conhecia homens nas redes sociais. Depois de estabelecer um diálogo, trocavam fotos eróticas. Após conseguir o conteúdo, uma pessoa se passava por delegado-geral de Santa Catarina e outros delegados do estado.

O grupo exigia depósitos em Pix para evitar a prisão do homem por pedofilia, pois afirmavam que a mulher era adolescente. Este golpe é conhecido como “sextorsão”.

Operação

A operação ocorreu por meio do Laboratório de Tecnologia Cibernética (Ciberlab) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic/PC-SC) e contou com cerca de 30 policiais civis. Além do apoio das delegacias da Deic-SC e de policiais da Core-RS e Deic-RS.

A Polícia Civil ressalta que nenhum policial civil faz contato para solicitar dinheiro.

– Assista agora:
Primeira maternidade de Blumenau, Casa Johannastift ficou abandonada após enchentes

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo