Idosa que morreu em 2018 consta como vacinada contra Covid-19 em Blumenau

Blumenauense possuía dois cadastros por conta de alteração no sistema

Idosa que morreu em 2018 consta como vacinada contra Covid-19 em Blumenau

Blumenauense possuía dois cadastros por conta de alteração no sistema

Alice Kienen

Uma idosa que faleceu em julho de 2018 foi vacinada contra a Covid-19 no dia 20 de abril. Ao menos, é isso que aponta o sistema de imunização da Prefeitura de Blumenau. Um registro inativo de Elsa Von Zeschau foi usado para a vacinação.

De acordo com a funcionária que descobriu o caso, Elsa possuía dois Cartões Nacional de Saúde. A duplicata teria sido criada quando o sistema passou a exigir CPF e emitiu um novo número, tornando o antigo inativo.

Este cadastro antigo foi atualizado em novembro de 2020 por um assistente administrativo da Secretaria Municipal de Saúde. Como o óbito de Elsa não foi registrado nesse Cartão SUS, foi possível usar o número para vacinação.

A idosa nasceu em 8 de setembro de 1932 e faleceu no início de julho de 2018, aos 85 anos. A causa da morte dela não foi divulgada. Na lista de vacinação, a idosa está registrada com 88 anos, a idade que teria hoje.

Posicionamento da prefeitura

A Prefeitura de Blumenau se manifestou por meio de nota. Confira o posicionamento:

“A Prefeitura de Blumenau informa que o prefeito Mário Hildebrandt e a vice-prefeita Maria Regina Soar determinaram a abertura de uma sindicância interna para investigar a aplicação de uma dose da vacina contra a Covid-19 na cidade.

O município recebeu na tarde desta quarta-feira, 02 de junho, o relato de uma unidade de saúde comunicando que os dados de uma usuária, já falecida, constavam nos relatórios como se a mesma houvesse sido vacinada durante a pandemia. A vacinação não teria ocorrido pelo sistema de agendamento com aplicação na Central da Vila Germânica, mas por meio do processo de vacinação itinerante, que realiza a aplicação em pessoas acamadas e casas asilares, por exemplo.

Diante disso, a Secretaria de Promoção da Saúde fez o rastreamento das informações, produzindo um relatório já encaminhado à Procuradoria Geral do Município. O objetivo é analisar o fato ocorrido e apurar a responsabilidade dos agentes envolvidos, caso seja comprovado que houve adulteração ou falsificação na utilização de registros.

Além disso, a Secretaria de Promoção da Saúde comunicou o fato à Comissão de Vacinação contra à Covid-19 e dará ciência do mesmo ao Ministério Público de Santa Catarina.

Cabe ressaltar que a vacinação no município segue todas as determinações do Ministério da Saúde e as deliberações do Governo do Estado. A Prefeitura reforça ainda seu compromisso com a lisura em todo o processo de vacinação e a transparência desde o início da pandemia, mantendo inclusive um hotsite com todas as informações da aplicação de recursos, bem como a listagem dando publicidade a todos os agendados e vacinados contra a Covid-19.”


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município Blumenau. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo