Nove anos depois, Blumenau está de volta à elite do vôlei brasileiro

Apan conquistou a vaga nesta quinta-feira ao vencer Anápolis no Galegão

Nove anos depois, Blumenau está de volta à elite do vôlei brasileiro

Apan conquistou a vaga nesta quinta-feira ao vencer Anápolis no Galegão

Redação

Blumenau voltará a receber as principais estrelas do voleibol masculino brasileiro na próxima temporada. Após nove anos, a cidade reconquistou o direito de disputar a Superliga ao vencer Anápolis (GO) em um jogo épico nesta quinta-feira, 4, no Galegão.

A última participação havia sido na temporada 2010/2011, com o Barão Vôlei. Agora, até o nome da equipe que jogará a Superliga remete à história da modalidade em Blumenau. Apan é uma sigla em homenagem ao professor Artur Novaes, ex-técnico do Barão e grande entusiasta do vôlei local, falecido em 2010.

Com 3 mil torcedores no Galegão e o clima de decisão no ar, bastava um roteiro dramático dentro de quadra para o espetáculo ficar completo. Anápolis se encarregou dessa parte. Teve susto, nervosismo, bate-boca, emoção e festa, muita festa.

Com a vitória na semifinal, Blumenau agora aguarda o resultado do confronto entre Botafogo e Lavras para conhecer o adversário na decisão da Superliga B.

O jogo

Bruno Vicentainer/Esporte em Foco Blumenau

O time visitante dominou o primeiro set e deu poucas chances de reação à Apan. A superioridade deixou torcedores ressabiados. Uma vitória de Anápolis, além de melar a festa do acesso antecipado, transformaria a terceira partida em batalha.

Na raça, a Apan recuperou o desempenho que a trouxe até a fase semifinal e fez um segundo set para encher o time de moral. Devolveu os 25 a 20 e a pressão para o adversário, que não podia perder de maneira nenhuma.

No terceiro set, o jogo ferveu. Os dois times se alternaram na liderança do placar até 20 a 20. Foi quando Anápolis emendou dois bons saques e abriu dois pontos. Com paciência e a força de Jamelão e Kelvin, Blumenau conseguiu buscar o empate.

Cada ponto era um rally de tirar o fôlego. As duas equipes perderam chances de vencer o set e prolongaram a agonia do torcedor. Nos momentos mais críticos, Anápolis contava com a força de Leandrão. Foi ele o autor do ponto de saque que deu vantagem decisiva ao visitante e a vitória no set: 31 a 29, após 45 minutos de batalha.

Redenção

Bruno Vicentainer/Esporte em Foco Blumenau

No quarto set, o gás de Anápolis começou a acabar. Blumenau forçou o saque e engatou a quinta marcha. Abriu vantagem, demonstrou superioridade e trouxe a torcida de volta para a partida. Com Jamelão e o levantador Felipe inspirados, o placar se dilatou até 24 a 18. Blumenau perdeu a concentração, deixou Anápolis encostar, mas fechou em 25 a 23.

Antes do set decisivo, os 3 mil torcedores presentes acenderam as telas dos telefones celulares, gerando um belíssimo efeito visual no ginásio e iluminando o caminho da vitória para a Apan.

No set decisivo, Blumenau passou à frente do placar logo no início, desconcentrando o time goiano. Destaque para o bloqueio, que foi desgastando o ataque adversário. No ataque, Jamelão seguia garantindo viradas espetaculares. A torcida assistia ao jogo de pé.

Anápolis lutou até o fim, chegou a encostar no placar em 13 a 11, mas só valorizou a vitória blumenauense. Com 15 a 11, o Galegão veio abaixo e a festa continuou noite adentro.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo