Prefeitura anula contrato com empresa responsável por novas ciclovias no Norte de Blumenau

Obras em vias do bairro Itoupavazinha, nas ruas Gustavo Zimmermann e Guilherme Scharf, acumulam falhas e atrasos

Prefeitura anula contrato com empresa responsável por novas ciclovias no Norte de Blumenau

Obras em vias do bairro Itoupavazinha, nas ruas Gustavo Zimmermann e Guilherme Scharf, acumulam falhas e atrasos

Bianca Bertoli

A história das obras daquele que deveria ser um dos maiores trechos de ciclofaixas da cidade deve ter um novo capítulo neste ano. Os quatro quilômetros de extensão pelas ruas Frederico Jensen, Jacob Ineichen e Ari Barroso, no bairro Itoupavazinha, serão concluídos após o lançamento de uma nova licitação.

O atual contrato está sendo rescindido pela prefeitura depois da gestão enfrentar problemas técnicos com a empresa e perceber a necessidade de adequações no projeto. O mesmo se aplica aos trabalhos interrompidos nas ruas Gustavo Zimmermann e Guilherme Scharf (entre a entrada da Cohab e Gustavo Zimmermann), nos bairros Itoupava Central e Fidélis.

Em comum, as cinco ruas têm, além de uma série de contratempos que se arrastam desde 2017, o planejamento da conclusão das ciclovias e ciclofaixas, pavimentação asfáltica e sinalização viária. As secretarias responsáveis pelos projetos ainda não falam em uma data exata, mas o processo licitatório deve ser feito até o fim do ano.

Itoupavazinha

As obras nas ruas do bairro Itoupavazinha estão reunidas em uma única licitação, que está sendo finalizada pela Procuradoria Geral do Município. O documento será encaminhado à Caixa Econômica Federal, que aprovará e enquadrará a obra dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade. O recurso está garantido.

Se a Caixa aprovar dentro do prazo previsto, o edital deve ser lançado em setembro para que as empresas interessadas possam se manifestar. O projeto readequado prevê a conclusão das calçadas e ciclovias inacabadas em ambos os lados das vias, inclui pavimentação asfáltica, sinalização viária e melhorias no sistema de drenagem.

O investimento estimado para a retomada dos trabalhos é de aproximadamente R$ 10,5 milhões.

Guilherme Scharf

O caso da Guilherme Scharf está sendo revisado por um engenheiro da Secretaria de Obras. A prefeitura pretende arrumar o asfalto e renovar as pinturas e placas de sinalização. Antes, os serviços seriam para construir calçada em apenas um lado da via. Agora, haverá nos dois lados.

Além disso, obras de drenagem estão previstas no edital de licitação, que deve ser lançado “em breve”, segundo o secretário de Obras, Edson Brunsfeld. A verba para a execução também está garantida.

Problemas na execução

Na Itoupavazinha e Itoupava Central um problema travou o andamento das obras há mais de dois anos. As ciclovias projetadas terão meio-fio separando a pista de bicicletas da que é usada pelos demais veículos.

Só que, no caso específico, a separação bloquearia o amplo acesso aos estacionamentos de comércios, além de encurtar o espaço hoje disponível para o estacionamento dos veículos.

Como o problema apenas foi percebido durante as obras, depois do projeto ser feito e licitado, houve a interrupção. A solução foi aprovar um projeto de lei no ano passado para contornar o Plano Diretor e terminar os trabalhos tentando não desagradar nem aos comerciantes locais, nem aos pedestres e ciclistas.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo