Primeiro exame sobre morte de Ana Paula Scheffer, ginasta que atuou em Blumenau, é inconclusivo

Corpo da ex-ginasta foi encontrado em casa, na sexta-feira, 16, em Toledo (PR)

Primeiro exame sobre morte de Ana Paula Scheffer, ginasta que atuou em Blumenau, é inconclusivo

Corpo da ex-ginasta foi encontrado em casa, na sexta-feira, 16, em Toledo (PR)

Redação

O resultado do primeiro exame realizado pelo Instituto Médico Legal (IML) do Paraná, que define a causa da morte da ex-ginasta Ana Paula Scheffer foi inconclusivo, segundo o portal de notícias G1.

Ana foi encontrada morta na sexta-feira, 16, em Toledo (PR). Familiares acreditam que ela sofreu um infarto fulminante. O órgão responsável pelos exames é a Polícia Científica, que deve apontar a causa da morte.

A ex-ginasta tinha 31 anos e foi medalhista no Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007. Atualmente, trabalhava como técnica. Ela foi sepultada no domingo, 18, em Toledo.

De acordo com o relato dos familiares, Ana estava deitada na cama do quarto, e foi encontrada na sexta-feira, 16, por volta das 12h pela mãe, Sonia Scheffer. A mãe relatou que a filha não estava doente e não reclamou de dores no corpo.

Ana Paula já atuou em equipes de Blumenau e região, como a Agiblu, com a qual colaborou nos últimos quatro anos. Ana Paula já integrou a Seleção Brasileira e recebeu uma medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos do Rio, em 2007, no aparelho arco.


Quer receber notícias diretamente no seu celular? Clique aqui e entre no grupo de WhatsApp do jornal

Prefere ficar bem informado pelo Telegram? O jornal tem um canal de notícias lá. Clique aqui para participar

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo