Saiba onde Kelber Pereira, suspeito de assassinar mulher e bebê, ficará até retorno a Blumenau

Preso participará de audiência de custódia

Saiba onde Kelber Pereira, suspeito de assassinar mulher e bebê, ficará até retorno a Blumenau

Preso participará de audiência de custódia

Marlos Glatz

O delegado da Polícia Civil Ronnie Esteves explicou a situação de Kelber Henrique Pereira, preso na noite desta terça-feira, 26, em Paulínia, cidade no interior de São Paulo. A prisão foi realizada pela Polícia Militar do município.

Segundo o delegado, Kelber será encaminhado a Campinas, São Paulo, para participar da audiência de custódia. Após a audiência, ele ficará na cadeia pública anexa à Segunda Delegacia de Polícia de Campinas. Para o preso ser transferido para Blumenau depende do sistema prisional.

“Depende do sistema prisional fazer a transferência do preso. A partir da audiência, iremos tratar a possibilidade de trazê-lo à Blumenau”, explica o delegado.

Prisão

Apesar da informação divulgada nesta segunda, de que Kélber estaria interessado em se entregar em uma delegacia em Bragança Paulista, o suspeito era considerado foragido, após ter a prisão temporária decretada.

Redes sociais

Ainda nesta terça-feira, a Divisão de Investigação Criminal (DIC) divulgou que já sabia onde estava Kalleb Pereira, o filho de um ano e 10 meses de Jéssica, que foi levado pelo pai. A criança está em Minas Gerais, na cidade de Munhoz, onde moram os avós paternos. A família de Jéssica também já foi informada sobre o paradeiro do menino.

Leia também:
– Amigos prestam homenagens e pedem justiça por mulher e bebê assassinados em Blumenau

Reprodução/Redes sociais

Investigação

A causa da morte de Jéssica e Théo ainda não foi confirmada por exames laboratoriais. Porém, ambos foram esfaqueados. A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal de Blumenau (DIC) abriu inquérito e trata o caso como feminicídio.

Mãe e filho foram localizados no apartamento em que moravam na rua dos Caçadores, no bairro Velha. A princípio os policiais foram informados sobre a possibilidade de uma pessoa estar morta dentro do imóvel. Ao entrarem no apartamento confirmaram o óbito da jovem, mas também encontraram a criança, já sem vida, em cima da cama.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo