Samae lança licitação para comprar até R$ 36 mil em bolos, cucas e salgados

Neste ano, gastos com cafés em eventos internos da autarquia totalizam R$ 13,3 mil

Samae lança licitação para comprar até R$ 36 mil em bolos, cucas e salgados

Neste ano, gastos com cafés em eventos internos da autarquia totalizam R$ 13,3 mil

Julia Schaefer

O Samae lançou licitação para contratar uma empresa para fornecimento de “lanches, bolos, cucas, mini salgados, pastelão, sanduíches, pães e outros” pelo período de um ano. O edital prevê um gasto máximo de R$ 36 mil nesses serviços ao longo de 12 meses, o que corresponderia a uma média de R$ 3 mil por mês.

As empresas interessadas precisam apresentar proposta de preços para a lista de produtos que o Samae informa na licitação. A que apresentar o menor valor, vence.

De acordo com a assessoria de imprensa do Samae, o valor de R$ 36 mil é o teto que pode ser gasto durante todo o ano. Depois de fechada a licitação com a empresa, o Samae não tem a obrigação de utilizar todo o valor.

Na licitação do ano passado, o valor previsto em edital foi de R$ 34 mil. A vencedora, Distribuidora de Alimentos Oliveira, ganhou com a proposta de R$ 31 mil. Mas até agora foram de fato gastos R$ 13,3 mil, menos da metade. Destes, cerca de R$ 7 mil foram liquidados (pagos) aos fornecedores. O restante foi empenhado, mas ainda não desembolsado pelo Samae.

De acordo com a autarquia, os eventos vão de cafés com os servidores até coffee break em cursos e palestras.

Preços

Na lista com os valores que a autarquia pode gastar com cada produto, os minissalgados assados representam o maior custo: R$ 7,4 mil. Os fritos totalizam R$ 6,8 mil. O documento também informa o preço base de cada item.

Uma cuca de 20 cm x 30 cm, por exemplo, está orçada em R$ 24,13. Um bolo de queijo com 27cm de diâmetro sai por R$ 45,33. Já um pão francês com bolinho de carne está orçado em R$ 5,56.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio