+

Sargento da PM que comandou operação contra pessoas em situação de rua em Itajaí é preso

Mandados de busca e apreensão também devem ser expedidos pela Justiça

A Vara de Direito Militar da Comarca da Capital decretou a prisão de um sargento da Polícia Militar envolvido na operação que obrigou pessoas em situação de rua a andarem de Itajaí até Balneário Camboriú. Ele foi preso preventivamente nesta sexta-feira, 10, conforme divulgado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC). O nome dele não foi divulgado.

O promotor de Justiça Alexandre Piazza, titular da 5ª Promotoria de Justiça da Capital, com atuação na área Militar em matéria criminal, também se manifestou favorável à expedição de mandados de busca e apreensão domiciliar, veicular e pessoal de policiais envolvidos na operação. As medidas foram deferidas para apurar a possível prática dos crimes de racismo, abuso de autoridade, tortura, organização de grupo para a prática de violência e de incitamento.

Operação

A operação, que teria sido feita sem planejamento prévio, teria o objetivo de expulsar de Itajaí pessoas em situação de rua na madrugada de 31 de outubro.

O caso vem sendo apurado também pela 1ª Promotoria de Justiça de Itajaí, responsável pela Área do Controle Externo da Atividade Policial, pela 13ª Promotoria de Justiça da Comarca de Itajaí. O Núcleo de Enfrentamento aos Crimes de Racismo e Intolerância (Necrim) do MP-SC acompanha as investigações.

Assim que o caso foi revelado, o 1º Batalhão da Polícia Militar em Itajaí informou por nota que não era uma operação policial institucional, “tendo sido feita à revelia e sem conhecimento do comando do batalhão”, menciona a nota.


Veja agora mesmo!

Paixão de Oktoberfest: após 22 anos, blumenauense conta como encontrou alemão que conheceu na festa:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo