Até há um mês, poucos caciques dos partidos queriam falar sobre as eleições municipais, que acontecerão dentro do mês de novembro. Mas agora, com o tempo se esgotando para as coligações, pouco mais de trinta dias até as convenções, os partidos intensificam as reuniões para formar blocos fortes e terem o maior número de cabos eleitorais para disputar uma eleição municipal que promete ser muito acirrada em Blumenau.

Podemos, DEM, PL, PSL, Avante, Novo, PT, PRTB, PSB, PDT e PROS prometem ter candidaturas na cidade, mas não seria nada estranho se na reta final das definições chegássemos ao número de oito candidaturas para disputar a cadeira de prefeito de Blumenau.

O fato mais novo na política local é o namoro entre PSB, de Arnaldo Zimmermann, com o PDT, de João Natel. Ambos querem ser candidatos a prefeito, mas como eleição precisa de engajamento, militância e dinheiro, não seria nada improvável que os dois, que rejeitaram o Fórum dos Partidos de Esquerda, se juntassem e formassem uma dupla que, hoje, seria vista como a quinta força.

Porém, como em eleição tudo pode acontecer, haja vista que temos um governador que ninguém apostava, Natel e Arnaldo ou Arnaldo e Natel têm chance de vencer sim, pois o que mais há hoje é eleitor indeciso.

Segundo Arnaldo Zimmermann, a executiva nacional do PSB quer a candidatura em Blumenau porque não terão candidato nas cidades de Florianópolis e Joinville. Como ele disse, “ainda não há acordo (com o PDT). Houve uma conversa que pode avançar e levar a algumas definições nas próximas semanas”.

Já Natel disse que “a decisão foi do PDT (de sair do Fórum dos Partidos de Esquerda) para ampliar as conversas com outros partidos. O PSB tem sido parceiro do PDT em diversas cidades catarinenses”.

Enfim, o tempo da campanha será curto e quem fizer melhor e souber se explicar com mais rapidez, sairá em vantagem. Como o tempo de TV deve fazer a diferença, a união com outros partidos pode definir a passagem para um segundo turno, onde as chances serão de 50% para cada.


Ainda não está no grupo de notícias do jornal no WhatsApp? Clique aqui e entre agora mesmo.

Você tem Telegram? O jornal tem um canal de informações lá. Clique aqui e participe.

Deixe uma resposta