Desde que o governador Carlos Moisés da Silva assumiu o Governo do Estado, em 2019, ficou definido que a pasta da Segurança Pública estadual teria um rodízio no seu comando. No primeiro ano o secretário era o Coronel Araújo Gomes, da Polícia Militar, que acabou se aposentando pela possibilidade de assumir um cargo no Governo Federal, fato que acabou não ocorrendo.

Em 2020, foi a vez do delegado Paulo Koerich, da Polícia Civil estadual, que tem forte ligação com Blumenau e Gaspar por ter trabalhado em delegacias destas cidades, de assumir o comando da Secretaria de Segurança Pública do governo estadual.

Koerich agradeceu a oportunidade de comandar a segurança pública de Santa Catarina e comentou sobre os objetivos alcançados em 2020.

“Todos nós da Segurança Pública conseguimos atingir os objetivos que almejávamos mesmo com todas as adversidades enfrentadas em 2020. Alcançamos um valor inestimável que é a preservação de vidas”, concluiu Koerich.

Agora, em 2021, assume o comando da pasta o comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, coronel Charles Alexandre Vieira, que tomou posse no fim da tarde desta segunda-feira, 4, como presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, comitê que gerencia a Secretaria de Estado da Segurança Pública. A solenidade de posse foi realizada por videoconferência com o governador Carlos Moisés e todos os demais secretários estaduais.

O novo presidente do Colegiado disse estar preparado para liderar a gestão da pasta ao longo deste ano. O coronel Vieira defendeu a integração da Segurança Pública com os outros setores do Governo do Estado.

“Diversos fatores impactam na violência e na criminalidade. A solução dos problemas estruturais permeia a atuação articulada e exitosa das demais políticas governamentais. Santa Catarina já se tornou referência nacional ao implantar um Colegiado”, afirmou Vieira

Para o governador Carlos Moisés esse é um modelo de gestão da segurança pública que tem chamado a atenção do Brasil pelos resultados positivos que a pasta tem alcançado. Moisés disse que esse formato coloca os atores da segurança pública numa posição de definição das políticas públicas de segurança para Santa Catarina.

“É um compromisso nosso fazer com que a Segurança Pública esteja nas mãos de quem entende. Nossos números mostram que está dando certo. Todos os órgãos de segurança de Santa Catarina são modelos para o país e é positivo para os catarinenses que estejam à frente da tomada de decisões”, frisou o governador durante a solenidade.

Já está definido que em 2022, último ano do atual governo, assume o comando da Secretaria de Segurança Pública do Estado o diretor-geral do Instituto Geral de Perícias (IGP), Giovani Adriano, que fica até dezembro, quando completa quatro anos de Carlos Moisés a frente do governo do estado.

Quem é Charles Alexandre Vieira

Natural de Florianópolis, o coronel Vieira tem mais de 30 anos de serviços prestados ao Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, tendo ingressado na corporação com apenas 18 ano.

Charles é bacharel em Administração de Recursos Humanos (Faculdade Borges de Mendonça) e pós-graduado em Administração Pública (Udesc) e Administração de Segurança Pública e Gestão de Serviços de Bombeiros (Unisul). Além de assumir a presidência do Colegiado, o comandante-geral continua à frente do CBMSC, função que exerce desde junho de 2019.


Receba notícias no seu WhatsApp: basta clicar aqui para entrar no grupo do jornal

Clique aqui e inscreva-se no canal no YouTube do jornal O Município Blumenau. Vem muita novidade por aí!

1 COMENTÁRIO

  1. Um chama de Vale do Itajai outro de Médio Vale e outros de Vale Europeu e tem aqueles ainda que chamam de Vale. . Na verdade todos não sabe aonde que estamos. Dai que é muito Vale para pouca representatividade kkkkk. Mas o mais irritante é que agora a imprensa regional não chama mais nossas cidades pelo nome. Enquanto isso na GRANDE FLORIANÓPOLIS a coisa vai de vento em popa

Deixe uma resposta