Vídeo mostra instante em que jovem é agredido com caneco de chope

Família de Eduardo Hostin tenta identificar dois rapazes envolvidos em agressão ocorrida na saída da Oktoberfest

Vídeo mostra instante em que jovem é agredido com caneco de chope

Família de Eduardo Hostin tenta identificar dois rapazes envolvidos em agressão ocorrida na saída da Oktoberfest

Evandro de Assis

Polícia Civil de Blumenau busca identificar dois rapazes envolvidos em uma agressão covarde na saída da Oktoberfest, na madrugada de quinta-feira. O jovem Eduardo Hostin, 27 anos, foi agredido com um caneco de chope na cabeça enquanto caminhava pela rua Antônio da Veiga. Ele ficou um dia internado no Hospital Santa Catarina com trauma no crânio. Recebeu alta na manhã desta sexta-feira, e se recupera bem.

Leia também: “Nunca vi esses caras na vida. Não imagino por que me agrediram”

A cena foi flagrada por uma câmera de segurança. Por volta de 2h, Eduardo deixava a festa acompanhado de outras cinco pessoas. Ele estava ao lado de uma garota, que seria turista de Minas Gerais. Outros dois casais caminhavam mais adiante. Atrás da vítima, dois rapazes se aproximam.

De repente, um dos homens golpeia Eduardo pelas costas. Ele cai no chão, e logo se levanta, com o auxílio da garota. Os agressores fogem pela rua. O rapaz foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e chegou ao Hospital Santa Catarina consciente. Segundo a irmã dele, Adriana Ricardo, ele foi avaliado nesta sexta pela manhã e está se recuperando bem.

“Foi um desespero total ver aquela cena. É um pedaço da gente. De costas, ele não fez nada. Sem explicação”, lamenta Adriana.

Segundo testemunhas e o próprio Eduardo, o grupo não conhecia os dois homens. Também disseram que não houve briga ou desavença durante a noite de Oktoberfest. A turista que acompanhava Eduardo ficou com ele no hospital até 5h, e depois teria ido para a rodoviária.

A família registrou boletim de ocorrência e conseguiu as imagens com uma loja da Antônio da Veiga. Um post no Facebook feito pela família, uma tentativa de identificar o agressor, já tem mais de mil compartilhamentos.

“Estamos recebendo bastante informação por mensagens. Vamos levar à polícia para tentar ajudar”, explicou o cunhado Jean Ricardo.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio