Número de mulheres que solicitam medidas protetivas quadruplica na virada de ano em Blumenau

Dados do Judiciário comprovam avaliação da Delegacia de Proteção à Mulher sobre aumento no número de casos de violência doméstica

Número de mulheres que solicitam medidas protetivas quadruplica na virada de ano em Blumenau

Dados do Judiciário comprovam avaliação da Delegacia de Proteção à Mulher sobre aumento no número de casos de violência doméstica

Redação

O número de pedidos e de concessão de medidas protetivas de urgência amparadas na Lei Maria da Penha quadruplicaram durante o recesso do Judiciário na comarca de Blumenau. Foram 21 registros entre 20 de dezembro de 2018 e 5 de janeiro de 2019, contra apenas cinco no mesmo período do ano anterior.

Os números corroboram avaliação do delegado de Proteção à Mulher, David Sarraff. Na tarde desta terça-feira, 8, ele afirmou que houve aumento tanto da quantidade quanto da gravidade das agressões a mulheres no fim de 2018.

Nesta terça, por exemplo, um homem de 28 anos foi preso preventivamente por suspeita de tentar afogar a namorada no ribeirão Garcia, na Nova Rússia, no dia 16 de dezembro.

O ano de 2018 ficou marcado pelos casos frequentes de violência doméstica. O assassinato da designer Bianca Wachholz pelo namorado, em julho, virou símbolo da luta das mulheres blumenauenses por segurança.

Ocorrências crescem 45%

O plantão do Judiciário atendeu 144 ocorrências na virada de 2018 para 2019, um número 45% superior aos 99 registros do no anterior. Dentre as ocorrências estão crimes, mas também outros tipos de medidas judiciais que demandam urgência e não podem esperar pelo fim do recesso.

Já os números de cumprimentos de prisão e de audiências de custódia reduziram em comparação ao recesso forense anterior. Em 17/18, houve nove mandados cumpridos enquanto em 18/19 apenas cinco foram notificados.

As audiências de custódia, que foram 36 em 17/18, caíram para 15 em 18/19. Já os autos de prisão em flagrante dobraram e saltaram de 12 homologados no ano anterior para 25 neste recesso de fim de ano.

Ficaram responsáveis pelo plantão judiciário na comarca de Blumenau durante o período de recesso a juíza substituta Bruna Luiza Hoffmann e o juízes Lenoar Bendini Madalena e Sandro Pierri; e as chefes de cartório Caroline Pamplona Lang, Fernanda Salles de Faria Todeschini e Claci Wagner.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo