Nesta quinta-feira, 20, o Deputado Estadual Ricardo Alba (PSL) soltou mais um vídeo em suas redes sociais cobrando a revitalização da Prainha, na Ponta Aguda. Segundo ele, a Prefeitura de Blumenau recebeu, em 2018, R$ 4,7 milhões para a revitalização daquele espaço.

Semana passada, já tinha cobrado do Prefeito Mário Hildebrandt (sem partido) o investimento de R$ 4,5 milhões com pouco mais de 300 semáforos, que serão instalados em vários pontos na cidade.

Para Ricardo Alba, o Prefeito deveria retirar semáforos ao invés de colocar mais, pois ele acredita que esses novos semáforos vão piorar o trânsito ao invés de melhorar.

Mas o que mais chamou a atenção mesmo foi a denúncia de que “a Administração Municipal vem sendo investigada em vários contratos irregulares que andou fazendo, tanto pelo Ministério Público como pelo Tribunal de Contas, por direcionamento nas licitações e contratos emergenciais” (trecho retirado do seu pronunciamento no vídeo).

Na conversa que tive com ele, Alba destacou também a estranheza do Secretário de Turismo, Marcelo Greuel, em querer rever o projeto e pedir a prorrogação do convênio do novo Centro de Convenções de Blumenau.

Alba disse que os R$ 28 milhões, destinados pelo Governo do Estado através da Santur, estão disponíveis e não há o porque atrasar o lançamento do edital para a construção da obra.

O que fica mesmo é que o Deputado Ricardo Alba mergulhou de corpo e alma na campanha para Prefeito de Blumenau, afirmando inclusive que o PSL terá candidato na cabeça de chapa nas eleições de 2020 e que tem conversas adiantadas para uma futura aliança com o Partido Patriotas.

Só não afirmou se o Governador Carlos Moisés da Silva (PSL), numa eventual candidatura de Alba, vai apoiá-lo ou não em 2020, mas quando perguntei se ele é do PSL de Carlos Moisés ou de Bolsonaro, foi taxativo: “do Bolsonaro! sempre fui Bolsonaro e nós estamos no partido por causa do Bolsonaro”.

Será que no futuro, quando Bolsonaro criar o Aliança Pelo Brasil, Ricardo Alba e Mário Hildebrandt serão colegas de sigla?

 

Deixe uma resposta