Família de sobrevivente de massacre pede por doações de sangue em Blumenau

Pequeno Davi passou por transfusão e Hemosc precisa de reposição

Família de sobrevivente de massacre pede por doações de sangue em Blumenau

Pequeno Davi passou por transfusão e Hemosc precisa de reposição

Alice Kienen

A família do pequeno Davi Ambrosio, um dos sobreviventes do ataque ao CEI Cantinho do Bom Pastor em Blumenau, está pedindo por doações de sangue. O menino recebeu transfusão após ser agredido durante a manhã dessa quarta-feira, 5.

Davi não precisa mais de novas transfusões, mas o Hemosc mantém a tradição de incentivar novas doações para suprir a demanda após o atendimento aos pacientes. Além dele, outros três foram hospitalizados.

De acordo com o Hospital Santo Antônio, todas as crianças e familiares foram acompanhados pelo serviço multidisciplinar da instituição e estão estáveis. Algumas precisaram passar por procedimentos cirúrgicos, mas também já estão em recuperação.

As vítimas são duas meninas de cinco anos, um menino de cinco anos e outro de três anos. Os pacientes serão encaminhados à enfermaria no período da tarde e ficarão em observação por pelo menos 24h.

De acordo com a Polícia Civil, mais uma criança ficou ferida. Porém, foi atendida e liberada para casa com os pais.

Como doar

Para fazer uma doação ao Hemosc, é possível agendar através do site ou do telefone (47) 3222-9800. No momento da doação, é só informar que o ato está sendo realizado em nome de Davi Ambrosio.

Qualquer tipo sanguíneo contribuirá para o banco de sangue. O tipo mais necessitado no momento é O-. Confira onde e como doar sangue no site do Hemosc.

 

Tudo sobre o atentado

Durante a manhã desta quarta-feira, 5, um homem, de 25 anos, entrou na creche Cantinho do Bom Pastor, localizado na rua Caçadores, bairro Velha, em Blumenau, e atentou contra crianças.

Ele estava com um machado, matou quatro crianças. As vítimas foram identificadas como Bernardo Pabst da Cunha, 4, Bernardo Cunha Machado, de 5 anosLarissa Maia Toldo, de 7 anos, e Enzo Marchesin Barbosa, de 4.

O autor do crime também deixou cinco feridos. Uma já foi liberada, enquanto as outras quatro, duas meninas e um menino de 5 anos e um menino de 3, estão internadas no hospital Santo Antônio.

Após realizar o massacre, o homem foi até o Batalhão da Polícia Militar para se entregar, após cometer o crime, e foi preso em flagrante.

Eventos e aulas cancelados

Devido ao acontecimento, a Polícia Militar e o prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt, informaram que todas as aulas desta quarta-feira, 5, e quinta-feira, 6, de escolas municipais foram canceladas. Aulas nas universidades e escolas particulares também foram suspensas.

O evento Páscoa em Blumenau, que acontece no Parque Vila Germânica, também foi cancelado. Aulas no Pró-Família também foram canceladas. Com o cancelamento das aulas, os corredores de ônibus ficam liberados ao longo desta quarta-feira, 5.

Desdobramentos

Uma professora que estava na creche alvo de atentado, relatou alguns momentos vividos durante o crime. Em depoimento, ela conta trancou as crianças para evitar que fossem atacadas. “Aquela cena que você nunca imagina ver na vida”, disse.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o governador Jorginho Mello se pronunciaram na manhã desta quinta-feira, 5, em relação ao massacre registrado em uma creche em Blumenau.

A Polícia Militar de Blumenau e o Corpo de Bombeiros desmentiram alguns dos boatos de novos ataques que começaram a circular nas redes sociais, após o atentado que aconteceu na creche Cantinho Bom Pastor. A prefeitura de Gaspar Também emitiu uma nota negando as notícias.

Durante o fim da tarde desta quarta-feira, a Polícia Civil de Santa Catarina divulgou informações sobre o autor do massacre contra as crianças tinha outras quatro passagens pela polícia – porte de drogas, briga em casa noturna e dois casos de esfaqueamento, sendo uma por esfaquear o padastro e outra por esfaquear um cão.

Leia também:

1. GALERIA – Veja como foi vigília em creche vítima de atentado em Blumenau
2. Autor de massacre em Blumenau já havia esfaqueado padrasto e cachorro
3. VÍDEO – Pai dá depoimento após morte de filho em massacre de Blumenau: “peço a Deus que conforte meu coração”
4. Massacre em creche: hospital de Blumenau informa estado de saúde das crianças internadas
5. Massacre em creche: Unimed de Blumenau oferece atendimento psicológico gratuito para vítimas e moradores da região

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo