+

Família materna de mulher assassinada com bebê em Blumenau consegue guarda de criança mais velha

Informação foi divulgada pelo advogado da família

A família de Jéssica Ballock, mulher de 23 anos assassinada em Blumenau juntamente com o filho de três meses, conseguiu a guarda provisória da criança mais velha. O principal suspeito do assassinato, Kelber Henrique, havia levado o menino embora quando fugiu para o Sudeste, mas ele foi encontrado e agora está em um abrigo sigiloso em Minas Gerais.

A informação foi confirmada pelo advogado da família, Paulo Fernando Gruber, em suas redes sociais. Segundo Paulo Fernandes Gruber, a guarda provisória do garoto foi deferida e mantida em favor da família materna pela Segunda Vara da Família de Blumenau.

Agora, ainda segundo Gruber, os avós maternos da criança aguardam os trâmites jurídicos para que ele seja encaminhado de volta ao lar e fique aos seus cuidados.

O crime

De acordo com o delegado Ronnie Esteves, a princípio os policiais foram informados sobre a possibilidade de uma pessoa estar morta dentro de um imóvel na rua dos Caçadores no último dia 25 de julho.

Ao entrarem no apartamento confirmaram o óbito da jovem, mas também encontraram o bebê, Théo Pereira, filho do casal, de três meses, já sem vida, em cima da cama. A suspeita é que ambos tenham sido assassinados a facadas.

O homem suspeito de matar Jéssica Ballock, de 23 anos, e o bebê Théo Pereira, de três meses, foi preso na noite de terça-feira, 26. Segundo o delegado da Polícia Civil Ronnie Esteves, responsável pelo caso, Kelber Henrique Pereira foi localizado em Paulínia, cidade no interior de São Paulo. A prisão foi realizada pela Polícia Militar do município.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo