Morre a cantora lírica blumenauense Cristiane Roncaglio

Ela morava em Berlim, Alemanha, e lutava contra um câncer

Morre a cantora lírica blumenauense Cristiane Roncaglio

Ela morava em Berlim, Alemanha, e lutava contra um câncer

Evandro de Assis

Morreu nesta segunda-feira, 2, a cantora lírica blumenauense Cristiane Roncaglio. Cristiane morava na Alemanha e lutava contra um câncer. Ela construiu carreira internacional como soprano e apresentou-se em alguns dos principais palcos da Europa. Ela deixa uma filha, Johanna, e o marido, Roman Trekel, também cantor lírico.

Filha de uma família da Itoupava Norte, Cristiane Roncaglio cantou desde pequena na Paróquia Nossa Senhora Aparecida e em coros locais. Estudou na Escola Superior de Música e Belas Artes do Paraná, acompanhada de perto pela famosa soprano brasileira Neyde Thomas. Depois da formatura, em 2002, ela embarcou para a Alemanha, onde continuou sua formação e alavancou uma carreira de sucesso.

Leia também: Diretores de casa de câmbio investigada são transferidos para presídio de Itajaí

Cristiane teve a oportunidade de cantar ao lado de grandes nomes europeus e brasileiros em concertos e óperas. Ela se dedicava a peças clássicas alemãs, de compositores como Johannes Brahms e Robert Schumman, mas também às raízes brasileiras, como Heitor Villa-Lobos, Camargo Guarnieri e Ronaldo Miranda.

Um dos grandes momentos de sua carreira foi uma apresentação na Sala de Concertos da Filarmônica de São Petesburgo, na Rússia, em 2011. Ela também cantou no auditório da embaixada do Brasil em Berlim.

Cristiane Roncaglio em Blumenau

Em 2013, Cristiane lançou o CD Brazilian Sentiments em uma apresentação na Fundação Cultural de Blumenau. Dois anos mais tarde, em sua última apresentação na cidade natal, participou do projeto Vila Encantos, na Vila Itoupava, que reuniu um público de 600 pessoas, segundo o músico e produtor cultural Carlos Schrubbe:

“Ela era uma soprano de alta pujança, executou obras no mundo inteiro. A música erudita perde, estou muito triste”, comentou.

“A Cristiane tinha um sonho de fazer carreira na Europa como carreira lírica, e conseguiu. Ela nunca perdeu a origem, a brasilidade dela. Levou os nomes do Brasil e de Blumenau para a Europa”, lembra o presidente da Fundação Cultural de Blumenau, Rodrigo Ramos.

A Fundação Cultural vai homenagear Cristiane nesta quinta-feira, às 20h, durante a abertura da Temporada de Exposições do Museu de Arte de Blumenau. Segundo Rodrigo Ramos, uma homenagem musical também está sendo programada para o dia 13, durante o lançamento do Encontro de Corais de Blumenau.

Mais notícias de Blumenau

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio