Oito pessoas serão julgadas pela morte de gasparense nesta terça-feira

Dentre os acusados estão duas filhas da vítima

Oito pessoas serão julgadas pela morte de gasparense nesta terça-feira

Dentre os acusados estão duas filhas da vítima

Alice Kienen

Oito acusados pela morte de José Célio Fantoni em janeiro de 2020 serão julgados a partir desta terça-feira, 17. Dentre os réus estão duas filhas do morador de Gaspar, que foi assassinado aos 51 anos.

O julgamento foi iniciado em dezembro do ano passado, mas uma jurada passou mal e precisou ser encaminhada ao hospital. Os réus serão julgados por homicídio duplamente qualificado pelo motivo torpe (as filhas motivados por sentimento de vingança, devido ao fato de supostamente terem sido abusadas sexualmente pelo genitor e pelo recurso que impossibilitou a defesa da vítima), crime praticado durante o repouso noturno; elevada quantidade numérica e disparos de arma de fogo; e crime conexo de furto qualificado.

Denúncia do Ministério Público

De acordo com o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), oito réus, entre eles duas filhas da vítima, foram os responsáveis pela morte do homem de 51 anos. Após invadirem a casa e obrigarem a vítima a se deitar de bruços no chão do próprio quarto, desferindo-lhe inúmeros golpes e chutes, um dos réus efetuou quatro disparos de arma de fogo a curta distância na cabeça da vítima.

Os denunciados chegaram a simular que havia ocorrido um assalto na residência. Segundo a denúncia, cômodos da casa foram revirados, como se tivessem buscado por pertences de valor na residência, e dali subtraíram para si o celular da vítima e outros pequenos objetos.

Esta será a primeira sessão do ano e será presidida pela juíza Griselda Rezende de Matos Muniz Capellaro, titular da V​ara Criminal de Gaspar. Além do interrogatório dos oito réus, 29 testemunhas foram arroladas e serão ouvidas. Durante todo o período da sessão, os jurados ficarão incomunicáveis para garantir o sigilo do voto. Os oito réus estão presos preventivamente e o processo tramita sob sigilo.

Leia também:

1. Turbidez da água: Prefeitura de Blumenau decreta estado de alerta e irá multar desperdícios
2. Empresário de Blumenau é um dos principais suspeitos de financiar atos de vandalismo em Brasília, diz reportagem
3. Valores dos ingressos para a Sommerfest são divulgados
4. Caso das marmitas: após três meses sem atualizações, investigação tem mudança de delegado
5. VÍDEO – Homem agride e ofende guarda-vidas em praia de Itapema

– Assista agora:
Como surgiu o projeto Caridade Sem Fronteiras e ligação com Irmã Lúcia

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo