Procon de Blumenau recebeu dez denúncias de preços abusivos durante greve

Fiscais irão aos postos de combustíveis denunciados nos próximos dias

Procon de Blumenau recebeu dez denúncias de preços abusivos durante greve

Fiscais irão aos postos de combustíveis denunciados nos próximos dias

Bianca Bertoli

Durante a greve dos caminhoneiros o Procon de Blumenau recebeu dez denúncias por valores abusivos em postos de combustíveis. Todas elas eram sobre os preços da gasolina.

Nesta semana os servidores do órgão irão aos estabelecimentos para que os proprietários apresentem as notas fiscais. Assim, os profissionais poderão constatar se existiram ou não irregularidades. Se confirmadas, os donos podem ser multados.

“Dessas dez denúncias, duas foram pelo site, cinco por WhatsApp e três pessoas vieram pessoalmente aqui”, conta o coordenador do Procon, André da Cunha.

Ele explica que o Procon não fez uma fiscalização diária durante a greve em postos de combustíveis ou mercados. A atuação foi de orientação. A instituição aconselhou os mercados a limitar o número de itens vendidos por consumidor, por exemplo.

Nenhuma denúncia sobre preços de alimentos ou botijão de gás foi registrada. Uma suposta adulteração de gasolina em um posto do Garcia foi comunicada, mas os fiscais averiguaram e não constataram a ilegalidade.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio