Saiba quais demandas foram priorizadas durante posse da reitoria da Furb

Cerimônia foi realizada na noite desta terça-feira

Saiba quais demandas foram priorizadas durante posse da reitoria da Furb

Cerimônia foi realizada na noite desta terça-feira

Cristóvão Vieira

Nesta terça-feira, 31, a nova gestão da Universidade Regional de Blumenau (Furb) tomou posse no Teatro Carlos Gomes. A professora Marcia Sardá Espindola assume o segundo mandato, tendo como vice-reitor o professor do departamento de Fisioterapia, Marcus Vinicius Marques de Moraes.

Eles ficarão à frente da universidade até 2026 e receberam a comunidade e autoridades na cerimônia.

“Nos sentimos muito honrados por essa representação política que hoje recebemos. Mostra a importância da Furb e de uma universidade em uma região. Temos esse papel de ajudar a gestão do governo”, ressaltou a reitora Marcia Sardá Espindola.

A vice-governadora de Santa Catarina, Marilisa Boehm (PL), esteve representando o governador Jorginho Mello (PL) e ressaltou que a importância de acelerar o processo de federalização da Furb já foi repassada ao governo federal.

“Ele pediu para repassar a todos, inclusive nossa reitora, que ele está tratando pessoalmente desse assunto em Brasília. Falou nas últimas vezes com o vice-presidente. Estamos apenas aguardando agora uma movimentação do governo federal”, comentou.

Karol Bonin

O prefeito Mário Hildebrandt reforçou a importância de lutar pela democratização do ensino – seja federalizando a universidade ou colocando em prática o plano do governador de que os estudantes recebam bolsas de estudo em troca de serviços à comunidade.

“A Furb é sem dúvida o grande berço de conhecimento e de formação dos profissionais da cidade. Nossa reitora, eu e a vice-prefeita somos da Furb. Vários profissionais representantes das entidades são oriundos da Furb”, celebrou.

Bolsas de estudo

Outra promessa de campanha da dupla levantada na ocasião foi a de bolsas de estudo que permitiram a gratuidade do ensino na universidade. De acordo com a vice-governadora, as tratativas com a Acafe estão caminhando.

“Claro que agora nos primeiros 30 dias nós temos algumas prioridades, como nomear o secretariado. Aí sim vamos dar continuidade às promessas sendo a saúde em primeiro lugar e a educação em segundo lugar”, reforçou.

Boehm também enfatizou que o governo tem pressa, já que a gratuidade que seria prestada aos alunos se tornaria parceria após a formação, levando novos profissionais para o mercado de trabalho.

“Vamos dar condições para que pessoas que hoje não possam estudar, tenham essa condição. É muito triste você ter conhecimento e não poder pagar”, concluiu.

Leia também:

1. Trecho da avenida Martin Luther terá quarta pista em Blumenau
2. Família pede ajuda para reconstruir casa de homem que perdeu tudo em incêndio em Ilhota
3. Blumenau terá dois deputados na Mesa Diretora e o líder do governo na Alesc
4. Mãe e namorado são condenados por estupro de filhas em Santa Catarina
5. Em reunião com Lula, Jorginho Mello pede avanço na federalização da Furb e abatimento em dívida do estado


– Assista agora:
Prefeito de Blumenau explica porque é contra esmolas nos semáforos

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo