Saúde à Mesa

Formada em Nutrição pela Furb, Vanessa de Souza atende em Blumenau e publica semanalmente sobre saúde e boa alimentação.

Retirar o glúten da alimentação emagrece?

Entenda sobre o funcionamento do glúten no organismo na análise da nutricionista

Saúde à Mesa

Formada em Nutrição pela Furb, Vanessa de Souza atende em Blumenau e publica semanalmente sobre saúde e boa alimentação.

Retirar o glúten da alimentação emagrece?

Entenda sobre o funcionamento do glúten no organismo na análise da nutricionista

Saúde à Mesa

Muito tem se falado do glúten e até mesmo feito dele um vilão na nossa alimentação. Será que engorda? Todo mundo deve excluir ele da alimentação? Se eu não sou intolerante, posso consumir sem problemas? Então vamos às respostas dessas perguntas.

O glúten, para quem ainda não sabe, é uma das proteínas presente em cereais. Acontece que algumas pessoas têm uma sensibilidade a essa proteína, ou não conseguem digerir de forma alguma, e ainda há casos de alergia a ela.

Ele está presente em alguns cereais como: trigo, cevada e centeio. Há um engano em torno da aveia, normalmente confundida com cereal que contém a substância. Ela não apresenta glúten na sua composição, porém, como geralmente é processada na mesma máquina que o trigo e outros cereais, acontece uma contaminação de glúten. Sendo assim, quem tem intolerância a essa proteína, deve excluir a aveia da sua alimentação ou comprar a aveia sem glúten.

Em pessoas que possuem essa intolerância, os sintomas do consumo desse nutriente variam entre: diarreia e prisão de ventre, excesso de gases e inchaço abdominal, dores nas articulações, azia, náusea, cansaço excessivo, irritações na pele, fortes dores de cabeça entre outros.

Se você apresenta esses sintomas, procure um médico especialista. Agora, em pessoas que não tem intolerância ao glúten e não sentem esses sintomas, não há nada que impeça o consumo desses alimentos. Não é o glúten que define se você vai engordar ou emagrecer.

O que geralmente acontece em dietas que excluem o glúten, é que elas excluem grandes quantidades de farinhas refinadas e alimentos industrializados, fazendo com que a sua alimentação fique um pouco mais saudável e menos calórica, ajudando no emagrecimento. Por isso que se começou a teoria de que o glúten engorda, mas, na verdade, o que engorda é o excesso de calorias vindas desses produtos alimentícios industrializados e cheios de trigo.

Outro fator também deve ser considerado, que é o aumento do número de casos de pessoas intolerantes ou celíacas. O nosso trigo já não é mais o mesmo que os nossos avós consumiam.

Nosso trigo é modificado geneticamente para render mais nas plantações, e ele contém mais glúten por grama de alimento, fazendo com que cada vez mais pessoas sofram com os sintomas do excesso de glúten na alimentação. Então não é porque você não tem problema consumindo o glúten, que deva exagerar na ingestão dele.

Nosso planeta nos fornece tantos alimentos e tanta diversidade de sabores, que acho até estranho passarmos o dia a base de pão e massas, bolachas e salgadinhos. Vamos diversificar mais nossa alimentação, colocar mais cores e nutrientes, e assim fica muito mais fácil de termos saúde e um peso adequado. Lembrem-se que nosso exterior acompanha nossa saúde interior.

Vanessa Souza
Nutricionista
CRN10 7320


Ainda não está no grupo de notícias do jornal no WhatsApp? Clique aqui e entre agora mesmo.

Você tem Telegram? O jornal tem um canal de informações lá. Clique aqui e participe.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo