Seterb volta a usar câmeras de monitoramento para multar motoristas, em Blumenau

Entenda como funcionará a fiscalização, suspensa no ano passado

Seterb volta a usar câmeras de monitoramento para multar motoristas, em Blumenau

Entenda como funcionará a fiscalização, suspensa no ano passado

Bianca Bertoli

A fiscalização por videomonitoramento em Blumenau será retomada ainda neste mês. Isso significa que agentes de trânsito vão acompanhar em tempo real as ações de motoristas  através das 90 câmeras de seguranças espalhadas pela cidade (e que atualmente são geridas pela Polícia Militar).

Pelas imagens é possível ver o que acontece, também, no interior dos veículos. Ausência de cinto de segurança, celular à mão… Porém, por enquanto, apenas infrações externas serão observadas, como fechar cruzamentos, parar em locais proibidos, em filas duplas, em cima da faixa de pedestres ou onde só é permitida a parada para embarque e desembarque de passageiros.

“Como os autos de infração vão com foto, a gente tem um pouco de temor em relação à privacidade das pessoas. Então, foi uma decisão minha, não há nada que, legalmente, impossibilite, mas nesse primeiro momento vamos deixar de fora essas duas infrações [falta de cinto e uso de celular]”, explicou o presidente do Seterb, Marcelo Althoff.

O presidente detalha que dois agentes trabalharão diariamente no monitoramento, entre às 7h e 19h. Os trabalhos só não começaram ainda porque a autarquia quer treinar os profissionais e organizar uma sala específica onde a dupla monitorará as ruas, que não serão reveladas para não prejudicar os flagrantes.

Quando os agentes notarem a infração, um comando no sistema será dado para congelar a imagem, que segue para o Centro de Informática e Automação de Santa Catarina (Ciasc). Ali, a notificação é emitida e enviada ao condutor. Até então, o Seterb estava aguardando  a validação técnica do sistema, algo que dependia do Ciasc.

Multa com imagem

Uma lei aprovada pela Câmara de Vereadores em junho do ano passado exigiu a inclusão da imagem junto à notificação para comprovar as infrações registradas por videomonitoramento. Assim, a fiscalização, que mal havia começado, teve de ser suspensa. Desde então, o Seterb trabalhou para se adequar à exigência e retomar o serviço.

Mais notícias de Blumenau e região

Polícia encontra desmanche de carros em Pomerode

Policiais de outros estados reforçarão fiscalização na BR-470 durante o feriado

Museus de Blumenau estão sem alvará do Corpo de Bombeiros

Confira os eventos programados para este fim de semana em Blumenau e região 

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio