Coteminas deposita salário atrasado após manifestações de funcionários

Depósito foi feito na tarde desta sexta-feira

Coteminas deposita salário atrasado após manifestações de funcionários

Depósito foi feito na tarde desta sexta-feira

Alice Kienen

O salário de janeiro dos funcionários da Coteminas foram depositados na tarde desta sexta-feira, 17. Por volta das 15h diversos funcionários que se manifestaram após os atrasos confirmaram o recebimento.

Os salários estavam previstos para o quinto dia útil de fevereiro, mas as promessas da empresa não se concretizaram. Na manhã de quarta um grande grupo de colaboradores se reuniu em frente à empresa para um processo.

Sintrafite/Divulgação

“Foi um alívio para todos eles. Até porque tem famílias inteiras que trabalham na empresas, ou seja, dependem totalmente desses salários”, afirmou Carlos Maske, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Têxteis de Blumenau (Sintrafite).

O Sintrafite chegou a entrar na Justiça. O juiz titular da 2ª Vara do Trabalho em Blumenau, Jayme Ferrolho Junior, determinou que a empresa fosse intimada. A ação determinava que os salários deveriam ser depositados até o quinto dia útil de março.

A reportagem entrou em contato com a Coteminas durante a semana, mas não conseguiu contato com nenhum representante da empresa.

Crise da Coteminas

A crise financeira da Coteminas não é novidade. A coluna Economia em Pauta trouxe, com exclusividade, em junho de 2022, a informação a respeito da suspensão de centenas de contratos.

Em um período de cerca de oito meses, 500 funcionários da Coteminas, de Blumenau, ficaram com o contrato de trabalho suspenso temporariamente, no chamado modelo “lay-off”. O acordo foi feito entre a empresa, trabalhadores e sindicato no início de 2022, dando seis meses e meio de paralisação. O lay-off é uma alternativa para empresas brasileiras que estão em crise financeira, mas não querem demitir os funcionários.

A crise, inclusive, afeta outras unidades da empresa, com registros da atuação de sindicatos de trabalhadores realizando cobranças na Paraíba e em Minas Gerais.

Leia também:

1. Bares, restaurantes e espaço ao ar livre; confira o projeto de reforma do Shopping H em Blumenau
2. Caso Jaguar: tia de Amanda Grabner fará ato solitário na BR-470 neste sábado
3. Aposta de Blumenau é premiada após acertar quina na Mega-Sena; confira números sorteados
4. Cinco pessoas de família do Vale do Itajaí morrem em acidente no Mato Grosso do Sul
5. Conheça a história do lutador de jiu-jitsu que vende paçocas nas sinaleiras de Blumenau para competir


– Assista agora:
Reitora da Furb conta sobre luta contra o câncer, preconceito no cargo e paixão por natação

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo